Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Detida mãe que afogou criança com medo dos "demónios" no Reino Unido

A mulher, de 32 anos, confessou às autoridades que cometeu o crime.

Detida mãe que afogou criança com medo dos "demónios" no Reino Unido
Notícias ao Minuto

10:24 - 04/05/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Homicídio

Natalie Steele, uma britânica de 32 anos que afogou o filho de dois na banheira de casa, em agosto de 2021, foi detida na terça-feira, após confessar o crime. A mulher, natural de Broadlands, no País de Gales, disse que tinha medo que "os demónios o pudessem matar".

Segundo a  Polícia do Sul de Gales, Steele foi detida no âmbito da Lei de Saúde Mental no Tribunal Cardiff Crown e recebeu uma ordem hospitalar indefinida, visto acreditar-se que sofria delírios paranoicos.

O menino morreu no Hospital Universitário do País de Gales, em Cardiff, a 12 de agosto do ano passado, um dia depois de ter sido encontrado ferido na banheira, o que a mãe explicou ter sido necessário para "protegê-lo e enviá-lo para o céu".

Um comunicado da família foi divulgado pelas autoridades, onde pode ler-se: "As nossas vidas mudaram para sempre. Vamos ter sempre um pedaço em falta na nossa família". Os parentes da criança partilharam que ele era "amado, lindo, engraçado, inteligente e carinhoso, tocava no coração de todos os que encontrava". 

Confessaram acreditar que Reid "teve uma vida maravilhosa, cheia de férias e aventuras divertidas a colecionar conchas e pedrinhas na praia com Natalie", acrescentando que "passou muito tempo com a família que o amava muito". "A dor que sentimos com a perda de Reid nunca poderá ser expressa adequadamente com palavras", disse a família, admitindo que concordam "unanimemente" com a decisão do juiz, visto que Natalie continuará a receber o tratamento de que precisa.

A notícia e o comunicado foram divulgados nas redes socias da Polícia do Sul de Gales, de forma a apelar a que quem sofra de saúde mental "não tenha medo de entrar em contato” e pedir ajuda. 

Leia Também: Índia. Número de mortes por Covid poderá ser 8 vezes maior ao divulgado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório