Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

Oposição do Chade suspende negociações com junta militar no poder

A principal plataforma da oposição do Chade anunciou hoje que suspende "todas as negociações" com a junta no poder, um mês antes de um grande diálogo nacional planeado por N'Djamena com a oposição e grupos armados.

Oposição do Chade suspende negociações com junta militar no poder
Notícias ao Minuto

20:37 - 06/04/22 por Lusa

Mundo Chade

"Wakit Tamma anuncia a suspensão de todas as negociações relativas ao diálogo com a junta e o seu governo", ao qual critica em particular "o impasse do diálogo pré-Doha" com os grupos armados, "o predomínio da violência dentro das forças de defesa e segurança, (...) as violações sistemáticas dos direitos humanos", declarou Max Loalngar.

O porta-voz da Wakit Tamma, principal plataforma da sociedade civil e da oposição, falava durante uma conferência de imprensa.

A junta no poder é liderada pelo general Mahamat Idriss Déby Itno, de 38 anos, que assumiu o poder em 20 de abril de 2021, no mesmo dia em que foi anunciada a morte do pai, o Presidente Idriss Déby Itno, caído em combate contra os rebeldes depois de ter governado o Chade com mão de ferro durante 30 anos.

Mahamat Idriss Déby Itno, que assumiu o poder à frente de um Conselho Militar de Transição, composto por 15 generais, dissolveu de imediato o parlamento e o governo e revogou a Constituição, mas prometeu "eleições livres e democráticas" no prazo de 18 meses renováveis uma vez, após um "diálogo nacional inclusivo", várias vezes adiado e agendado para 10 de maio.

A história do Chade independente, colónia francesa até 1960, é pontuada por golpes ou tentativas e ofensivas de rebelião.

Leia Também: UE reforça ajuda ao Sahel e Lago Chade face a crise alimentar

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório