Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Partido Democrata Unionista ameaça bloquear governo na Irlanda do Norte

O líder do Partido Democrata Unionista (DUP), Jeffrey Donaldson, afirmou hoje ser "difícil" o DUP voltar ao governo autónomo da Irlanda do Norte após novas eleições se continuarem os "problemas" causados pelo 'Brexit'.

Partido Democrata Unionista ameaça bloquear governo na Irlanda do Norte
Notícias ao Minuto

14:28 - 04/02/22 por Lusa

Mundo Eleições

Donaldson falava um dia após a demissão de Paul Givan, também do DUP, da chefia do Governo regional, o que causou uma crise política e ameaça as negociações do Governo britânico com a União Europeia (UE) sobre o Protocolo da Irlanda do Norte.

"Retirei o primeiro-ministro porque os problemas do Protocolo não estão a ser resolvidos, apesar do compromisso e das promessas feitas pelo primeiro-ministro [britânico], Boris Johnson", disse à BBC.

Donaldson alertou que, devido à "instabilidade criada pelo Protocolo", Bruxelas e Londres devem encontrar uma solução antes de a Irlanda do Norte realizar eleições regionais em 05 de maio, caso contrário "será difícil (para o DUP) formar um governo".

O Protocolo é a parte do Acordo da saída do Reino Unido da UE que se aplica à Irlanda do Norte e que deixa o território no mercado único europeu de forma a respeitar os acordos de paz de 1998, que tem como um dos princípios a fronteira aberta com a República da Irlanda.

Desde a sua entrada em vigor, em janeiro de 2021, que foram introduzidos novos controlos aduaneiros a mercadorias que chegam do Reino Unido para monitorizar a entrada de produtos para o mercado único europeu.

Esta solução cria, na prática, uma fronteira entre a província britânica e o resto do país, o que provocou atrito no movimento de produtos, sobretudo agroalimentares e medicamentos.

O DUP considera que o Protocolo prejudica a posição da Irlanda do Norte no Reino Unido, bem como a integridade económica e política da união.

A demissão fez com que a vice-primeira-ministra Michelle O'Neill, do Sinn Féin, também tenha perdido o cargo pois, segundo os acordos de paz de 1998, o poder na Irlanda do Norte tem de ser partilhado entre os 'unionistas', fiéis à coroa britânica, e os nacionalistas, defensores da unificação com a Irlanda. 

A administração de Belfast esteve suspensa durante quase três anos desde as eleições regionais de 2017 devido à falta de entendimento entre os dois partidos, tendo sido restaurada apenas em janeiro de 2020.

Negociações para resolver os problemas criados pelo Protocolo continuam há semanas entre Londres e Bruxelas, mas sem progresso substancial.

A ministra dos Negócios Estrangeiros britânica, Liz Truss, e o vice-presidente da Comissão Europeia, Maros Sefcovic, têm marcado novo ponto de situação a 11 de fevereiro. 

Na quinta-feira, o ministro da Agricultura do Governo autónomo da Irlanda do Norte, Edwin Poots, anunciou a suspensão dos controlos aduaneiros a produtos que chegassem do Reino Unido.

Porém, a ordem foi suspensa hoje por um juiz do Supremo Tribunal, que declarou que os controlos devem continuar até o resultado de uma ação judicial apresentada anteriormente pelo DUP.

Leia Também: Há uma nova atração para os fãs de 'Guerra dos Tronos'. Veja as imagens

Recomendados para si

;
Campo obrigatório