Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
26º
MIN 14º MÁX 26º

Carta para menina lituana chega ao destino 51 anos depois

"Pensava que alguém estava a pregar-me uma partida", disse Genovefa Klonovska, depois de verificar o atraso de 51 anos.

Notícias ao Minuto

16:23 - 27/01/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Correspondência

Uma carta escrita para uma menina lituana de 12 anos chegou ao destino 51 anos após ter sido enviada pela sua amiga por correspondência, de origem polaca.

“Pensava que alguém estava a pregar-me uma partida”, disse Genovefa Klonovska à Reuters, depois de a carta lhe ter sido entregue.

A carta foi encontrada quando, com 17 outras, caiu de um buraco de ventilação num antigo posto de correios na capital da Lituânia, ao derrubarem uma parede.

“Os trabalhadores sugeriram que deitássemos as cartas fora, mas eu liguei aos correios”, adiantou Jurgis Vilutis, dono do edifício.

Datada entre o final dos anos 1960 e início dos 1970, a correspondência deverá ter sido escondida por um trabalhador, depois de a ter revistado por dinheiro ou objetos de valor, referiu Vilutis.

A Lituânia era, na altura, parte da União Soviética, sendo as cartas provenientes de familiares emigrados ou de amigos por correspondência de regiões como a Austrália, Polónia e Rússia.

Apesar do esforço dos correios, apenas cinco destinatários foram localizados e, em vários casos, filhos de destinatários falecidos receberam as cartas perdidas.

“Uma senhora comparou a experiência com receber uma mensagem de uma garrafa atirada para o oceano. As pessoas ficaram emocionadas. Alguns sentiram que viram uma parte da vida quotidiana dos seus pais”, explicou Deimante Zebrauskaite, diretora do apoio ao cliente dos correios da Lituânia.

Genovefa Klonovska recebeu a carta de 1970 em dezembro do ano passado, na qual uma menina chamada Ewa lhe contava que os autocarros já não passavam pela sua aldeia, forçando-a a andar em temperaturas de -23Cº. Ewa pedia também fotos de atores.

Klonovska, agora com 60 anos, diz não ter memória da menina. Ainda assim, considera que provavelmente escreveu-lhe, depois de ter encontrado o seu endereço postal numa publicidade para amigos por correspondência no jornal, mas que o contacto parou quando a carta de Ewa não foi entregue.

“A perda não marcou a minha vida”, referiu Klonovska. “E se eles entregaram uma carta perdida de um pretendente à sua amada, e o seu casamento nunca aconteceu?”, questionou.

Veja as imagens.

Leia Também: Mensagem de menina escocesa em garrafa encontrada 25 anos depois

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório