Meteorologia

  • 27 JUNHO 2022
Tempo
23º
MIN 15º MÁX 23º

Moçambique inaugura aeroporto e pede voos que o rentabilizem

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, inaugurou hoje um aeroporto com o seu nome no sul do país e pediu voos que o rentabilizem.

Moçambique inaugura aeroporto e pede voos que o rentabilizem
Notícias ao Minuto

16:31 - 29/11/21 por Lusa

Mundo Nyusi

"A sustentabilidade do aeroporto de Gaza não será garantida apenas pelo turismo. Não fizemos o aeroporto apenas pelo turismo", declarou o chefe de Estado, falando momentos após a inauguração da infraestrutura.

É o primeiro aeroporto da província de Gaza, sul de Moçambique, e custou cerca de 60 milhões de dólares (53,2 milhões de euros), valor atualizado hoje e revisto em baixa pelo chefe de Estado, financiado com uma doação da China.

Tem uma pista de 1,8 quilómetros e dimensão para receber cerca de 220 mil passageiros por ano.

No entanto, hoje ainda não foram anunciados voos regulares e fontes das empresas Aeroportos de Moçambique (ADM) e Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) disseram à Lusa que o dossiê ainda está em preparação.

O voo inaugural, oriundo da capital, Maputo, cerca de 200 quilómetros a sul, aterrou pelas 10:50 (08:50 em Lisboa), um avião Embraer 145 com tripulação e que no final da cerimónia levou o chefe de Estado de volta para Maputo.

Outros dois voos aterraram depois com convidados: um voo da LAM oriundo de Maputo e um outro oriundo de Nelspruit, na África do Sul, a cerca de 30 quilómetros, com convidados.

Para Filipe Nyusi, além do turismo, a província de Gaza tem um forte potencial nos setores agrícola e de recursos minerais, o que deve ser aproveitado para rentabilizar a infraestrutura. 

O ministro dos Transportes e Comunicações, Janfar Abdulai, garantiu a viabilidade da infraestrutura.

"As potencialidades da província não deixam qualquer dúvida de que este aeroporto é viável", disse o governante, que o apresentou ainda como uma eventual alternativa ao aeroporto internacional de Maputo para algumas aeronaves.

Leia Também: Empresários moçambicanos consideram "machadada" proibição de voos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório