Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

AO MINUTO: Mais de 800 mil vacinados com 3ª dose; Marcelo aguarda por CM

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19.

AO MINUTO: Mais de 800 mil vacinados com 3ª dose; Marcelo aguarda por CM

António Costa dá início, esta terça-feira, às reuniões com os partidos para definir aquelas que serão as novas medidas de segurança contra a propagação da Covid-19 em Portugal.

Na passada sexta-feira, e após reunião do Infarmed, os especialistas consideraram que se deveria optar por medidas gerais para controlar a pandemia, entre as quais o reforço da vacinação, o uso de máscara em ambientes fechados e eventos públicos, e o teletrabalho sempre que possível.

O primeiro-ministro começa por se reunir com a Iniciativa Liberal, Chega, PEV, PAN, CDS-PP, PCP e Bloco de Esquerda, numa semana que promete trazer novidades relativamente ao combate contra a Covid-19.

As medidas de reforço surgem numa altura em que por toda a Europa se assiste ao agravamento da situação pandémica, com países como a Áustria, Bélgica e Países Baixos a imporem novos confinamentos, que estão a causar revolta entre os cidadãos.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no Mundo. 

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19: 

00h01 - Boa noite! O acompanhamento AO MINUTO termina aqui, mas será retomado na manhã de quarta-feira. Já sabe, em caso de sintomas, isole-se, contacte a autoridade de saúde e siga as recomendações dadas. 

23h58 - Pós-pandemia é oportunidade para melhores sistemas educativos

O trabalho que será necessário desenvolver nas escolas para recuperar do impacto da pandemia da Covid-19 no aumento das desigualdades representa uma oportunidade para construir melhores sistemas educativos, defende o Conselho Nacional de Educação (CNE).

23h15 - Hospitais do Algarve com 70 doentes internados e 12 em UCI

Os hospitais de Faro e Portimão têm atualmente internados 70 doentes com Covid-19, sendo que 12 estão em unidades de cuidados intensivos, disse hoje a presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA).

22h53 - Brasil regista mais de 10 mil casos diários e 284 óbitos

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde do Brasil (CONASS) revelou esta terça-feira que foram diagnosticados 10.312 novos casos positivos e morreram mais 284 pessoas nas últimas 24 horas. Em termos acumulados, o Brasil contabiliza 22.030.182 casos confirmados e 613.066 vítimas mortais. 

A incidência é de 10.483,2 casos e 291,7 óbitos por 100 mil habitantes. 

22h22 - Madeira regista mais duas mortes, 62 novos casos e 544 infeções ativas

A Madeira registou hoje mais duas mortes por Covid-19, elevando o número de óbitos para 93, indicou a Direção Regional de Saúde, reportando ainda 62 novos casos, num total de 544 ativos no arquipélago.

20h54 - Prorrogado inquérito a alegada prevaricação de Bolsonaro no caso Covaxin

Uma juíza do Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiro prorrogou hoje por mais 45 dias o prazo do inquérito que investiga a alegada prática de prevaricação pelo presidente, Jair Bolsonaro, no caso da importação da vacina indiana Covaxin.

A decisão foi ditada pela magistrada Rosa Weber, que determinou ainda que o ministro da Saúde brasileiro, Marcelo Queiroga, envie à Polícia Federal (PF), em cinco dias, uma cópia integral dos processos administrativos referentes à contratação e à importação do imunizante indiano contra a Covid-19, desenvolvido pela farmacêutica Bharat Biotech.

20h41 - "Não podemos continuar a adiar os cuidados não Covid", afirma Catarina Martins

"É preciso um reforço claro dos profissionais e das condições no Serviço Nacional de Saúde (SNS) para que respondam a esta onda, a este crescimento no número de casos, mas também para que continuem e retomem cuidados não Covid".

Foi esta a mensagem de Catarina Martins à saída da reunião com António Costa, que recebe os partidos entre hoje e amanhã devido às medidas de contenção da pandemia.

“Aquilo em que temos de nos concentrar é dar meios ao SNS para continuar o reforço da vacinação”, reiterou a coordenadora do Bloco de Esquerda. 

20h02 - Mais de 40 cidades de São Paulo cancelam Carnaval com medo de nova vaga

O receio de uma nova vaga da pandemia de Covid-19 levou a que pelo menos 43 cidades do estado brasileiro de São Paulo decidissem cancelar o Carnaval do próximo ano, noticiou hoje a imprensa local.

19h34 - Mais de 800 mil pessoas já receberam terceira dose da vacina

Mais de 800 mil pessoas já receberam a terceira dose da vacina contra a Covid-19. Os dados constam no último relatório da Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Esta segunda-feira, foram vacinadas 43.695 pessoas com a terceira dose. 

Relativamente às vacinas contra a gripe, já foram dadas aproximadamente 1.608.000 doses, das quais cerca de 398.000 foram administradas em farmácias.

Os números alcançados devem-se à aceleração da inoculação nos centros de vacinação, incluindo ao fim de semana através da modalidade 'Casa Aberta'.

19h32 - França reporta mais de 30 mil infeções pela primeira vez desde agosto

As autoridades de saúde francesas revelaram esta terça-feira que foram detetados 30.454 novos casos de contaminação e morreram mais 98 pessoas em 24 horas. França não registava mais de 30 mil casos desde o dia 11 de agosto, quando estava em plena quarta vaga da pandemia. 

O país acumula 7.450.691 casos confirmados e 118.653 óbitos.

19h07 - CDS não adere à "cultura de medo e de histeria" e pede vacinação massiva

O líder do partido, Francisco Rodrigues dos Santos, adiantou que as “incongruências” do Governo quanto à situação epidemiológica do país “não são aceitáveis”, apelando a que o executivo tome medidas também no que toca à rutura do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“O Governo falhou há um ano e, agora, o único método disponível para evitar males maiores é precisamente manter-se esta linha de vacinação massiva até ao Natal, que permita proteger os grupos mais vulneráveis”, realçou o líder do CDS. 

“Não adianta alarmes socais nem aderirmos a uma cultura de medo e de histeria, porque os números mostram rigorosamente o contrário”, acrescentou. 

18h43 - Incidência segue a subir em Espanha, que notifica 6.777 casos e 34 mortes

Espanha registou 6.777 novos casos de contágio e mais 34 óbitos no espaço de 24 horas, de acordo com o boletim divulgado esta terça-feira pelo Ministério da Saúde. Espanha perfaz um total de 5.103.315 casos confirmados e 87.866 vítimas mortais. 

A incidência tem aumentado de forma gradual, e fixou-se em 139,1 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias. 

Numa conferência de imprensa que teve lugar esta terça-feira, a secretária de Estado da Saúde de Espanha, Silvia Calzón, explicou que devido à elevada taxa de vacinação "as hospitalizações não se parecem com o que vimos em ondas anteriores". 

18h08 - Marcelo vai aguardar por Conselho de Ministros para avaliar medidas

O Presidente da República reforçou hoje que vai aguardar pelo Conselho de Ministros de quinta-feira para se pronunciar sobre eventuais restrições decididas pelo Governo para mitigar a propagação da pandemia no país.

"Tanto quanto sei, o primeiro-ministro continua a ouvir os partidos hoje e amanhã. Vamos esperar pelo fim da audição dos partidos, pelo Conselho de Ministros de quinta-feira e pelas medidas que o Governo tenciona tomar. Receberei o primeiro-ministro em audiência depois e só aí é que poderei falar", disse Marcelo Rebelo de Sousa, à margem de uma visita ao requalificado Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, em Lisboa.

18h03 - Marido de Merkel culpa hesitação vacinal numa "certa preguiça alemã"

O marido da chanceler alemã Angela Merkel concedeu uma entrevista ao jornal italiano La Repubblica onde atribuiu a hesitação vacinal relativamente à Covid-19 a uma "certa preguiça e complacência alemã".

“É espantoso que um terço da população não esteja a seguir as provas científicas”, disse Joachim Sauer. 

“Em parte, isso deve-se a uma certa preguiça e complacência alemã. O outro grupo de pessoas [que não foram vacinadas]… Estão a reagir ideologicamente ao que pensam ser uma ditadura vacinal”, frisou.

17h55 - Mais de 10 mil novos contágios e 83 óbitos em Itália nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde italiano anunciou esta terça-feira que foram identificadas 10.047 novas infeções e mais 83 mortes causadas pela Covid-19 em 24 horas. No total, Itália soma 4.942.135 casos positivos e 133.330 vítimas mortais. 

17h29 - Reino Unido regista mais 165 mortes e 42.484 novos casos

O Reino Unido reportou esta terça-feira 42.484 novos contágios e 165 mortes nas últimas 24 horas, segundo os dados divulgados pelo Departamento de Saúde e de Assistência Social. Em termos globais, o Reino Unido contabiliza 9.932.408 casos confirmados e 144.137 vítimas mortais. 

17h12 - "Não acho que a obrigação da vacinação vá ajudar", afirma vice-almirante

O vice-almirante Gouveia e Melo esteve hoje presente em Évora para fazer uma palestra sobre motivação no 'open day' do parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia.

“Sou um símbolo de um processo que não sou só eu, é toda uma comunidade muito grande que ajudou estas pessoas a vacinarem-se”, explicou, afirmando que se considera apenas “a ponta do icebergue” de um esforço “muito grande” conjunto de vários serviços, desde autarquias a profissionais de saúde.

Depois, o vice-almirante abordou a questão da obrigatoriedade das vacinas, algo que tem sido muito debatido a nível internacional desde que foram disponibilizadas as primeiras vacinas contra a Covid-19. 

Não acho que a obrigação da vacinação vá ajudar alguma coisa, pelo contrário pode criar até um certo antagonismo em relação ao processo de vacinação, coisa que nunca tivemos em Portugal”, salientou, relembrando que quando se olha ao número de vacinados “temos que olhar não só para o número relativo, mas para o número absoluto de habitantes que não estão vacinados numa determinada região” e esclareceu que “a maior parte das pessoas não estão vacinadas são crianças abaixo dos 12 anos”, o que foi "uma decisão das autoridades competentes”.

16h45 - Distância de dois metros é arbitrária e ineficaz por si só

O distanciamento de dois metros para prevenir o contágio pelo SARS-CoV-2 é uma medida arbitrária, sugere um estudo divulgado hoje, que indica que a transmissão aérea do vírus é muito variável e pode ultrapassar essa distância.

16h05 - A Comissão Europeia partilhou, no Twitter, um gráfico que mostra que os países onde a taxa de vacinação é maior, são aqueles que registam menos mortes provocadas pela doença.

15h50 - Sindicato de Professores da Madeira (SPM) defendeu hoje que os docentes não vacinados contra a Covid-19 não devem ser impedidos de trabalhar, garantindo que a Secretaria Regional da Educação partilha da mesma opinião.

"Achamos que nenhum profissional pode ficar impedido de trabalhar por essa razão. Somos muito defensores de todo o rigor, da aplicação das medidas de proteção, mas o ponto sete é muito radical e parece também não ser essa a interpretação da Secretaria [da Educação]", afirmou o coordenador do SPM, Francisco Oliveira, no final da reunião com o secretário da Educação, Jorge Carvalho.

15h31 - Von der Leyen dá exemplo de Portugal para mostrar eficácia da vacinação. A presidente da Comissão Europeia insistiu hoje na importância da vacinação para superar a pandemia da covid-19, exortou todos a "seguir a ciência", que mostra a eficácia das vacinas, e deu o exemplo de Portugal para o demonstrar.

15h28 - Treinador do Leipzig e guarda-redes Gulacsi testam positivo à Covid-19. O treinador do Leipzig, Jesse Marsch, e o guarda-redes Peter Gulacsi testaram positivo ao novo coronavírus e falham na quarta-feira o jogo da Liga dos Campeões de futebol com o Club Brugge, anunciou hoje o clube.

15h05 - Portugal regista mais 14 mortes por Covid-19 e 2.560 novos casos. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado esta terça-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal contabilizou nas últimas 24 horas mais 14 mortes e 2.560 novos casos de contágio. Este é o quarto dia consecutivo em que o país regista mais de dez vítimas mortais da doença.

No que diz respeito aos internamentos, estão, neste momento, mais 21 pessoas internadas em unidades hospitalares, para um total de 649. Não há a registar novos internamentos em Unidade de Cuidados Intensivos desde ontem.

Saliente-se, contudo, que desde o dia 7 de novembro que o balanço de pessoas internadas em enfermaria sobe de forma consecutiva.

14h40 - Sociedade de Pediatria diz que vacinas são seguras nas crianças. A Sociedade Portuguesa de Pediatria considera que as vacinas contra a covid-19 são seguras no grupo etário dos 5 aos 11 anos, mas defende que a decisão de vacinar deve ter em conta outros dados, como a prevalência da infeção nas crianças.

14h38 - Países liderados por mulheres foram 8 dias mais rápidos a confinar.  Os países liderados por mulheres foram, em geral, oito dias mais rápidos a restringir fronteiras e viagens após terem a primeira morte por covid-19, conclui um estudo que envolveu as universidades do Minho e de Roma 3 (Itália).

14h34 - OMS estima mais 700 mil mortes na Europa até à primavera. A doença covid-19 poderá provocar mais cerca de 700.000 mortes na Europa até à primavera se a tendência atual de contágios continuar, alertou hoje a delegação regional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

14h15 - Medidas? "Não concordamos que se feche alguma coisa", dizem 'Verdes'. Após reunir com o primeiro ministro António Costa, Mariana Silva do Partido Ecologista 'Os Verdes' foi clara em relação à opinião do partido sobre futuras medidas restritivas: "Não concordamos que se feche alguma coisa ou que tenhamos alguma restrição de horário porque há todas as condições para continuarmos o nosso dia-dia".

13h46 - Médico belga suspeito de emitir 2 mil certificados de vacinação falsos. A justiça belga está a investigar um médico suspeito de emitir 2.000 certificados falsos de vacinação anticovid-19, a fraude "mais grave" na gestão da pandemia na Bélgica, disse hoje a ministra da Saúde da região da Valónia.

13h43 - França mantém obrigação de vacina na saúde e socorro em Guadalupe. O Governo francês vai manter a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19 para os prestadores de cuidados e bombeiros em Guadalupe, ilha nas Antilhas onde surgiu um movimento violento contra a imposição, que degenerou numa crise social.

13h40 - A Comissão Europeia divulga na quarta-feira o «pacote de outono» de coordenação de políticas económicas e orçamentais, que inclui os pareceres sobre os planos orçamentais dos Estados-membros para 2022, mas não o português, que só conta receber em março.

O «pacote de outono», o segundo consecutivo a ser adotado pela Comissão com as regras de disciplina orçamental do Pacto de Estabilidade e Crescimento suspensas para permitir aos Estados-membros fazer face à crise provocada pela pandemia da covid-19.

13h28 - O Hospital Distrital de Santarém (HDS) restringe, a partir de hoje, as visitas aos doentes aí internados, que passam a realizar-se apenas de terça-feira a domingo entre as 14:00 e as 19:00, sendo exigida marcação prévia.

"Nos dias de visita é apenas permitida uma visita por doente internado, tendo cada visita a duração máxima de 30 minutos. Os únicos doentes que permanecem sem visitas em enfermarias são os doentes covid-19, salvo situações excecionais e devidamente justificadas", lê-se numa nota do HDS.

13h04 - Após reunir com António Costa, André Ventura afirma que lhe pareceu que o objetivo do Governo não será implementar o uso de máscara obrigatório, pelo menos na rua.

"Não deveremos voltar a ter encerramento de estabelecimentos ou de setores, mesmo, naturalmente, que alguns setores sejam mais expostos ao risco e devemos compreender que o crescimento desta dita quinta vaga obrigará a reforçar algumas medidas de controlo e de segurança", explicou o deputado único do Chega.

13h03 - Diagnosticados 16 novos casos nos Açores. A Autoridade Regional de Saúde diagnosticou nos Açores 16 casos de covid-19, todos em São Miguel, nas últimas 24 horas, resultantes de 816 testes realizados, revela o boletim diário.

12h36 - A pandemia provocada pelo novo coronavírus já fez pelo menos 5.156.563 mortos em todo o mundo desde que foi notificado o primeiro caso na China no final de 2019, segundo o balanço diário da agência France-Press.

12h29 - Após o encontro com António Costa, João Cotrim Figueiredo salientou as principais "divergências" evidenciadas na reunião.

"As divergências tiveram a ver com o facto de o Governo continuar a achar que é uma possibilidade exigir certificados ou testes sem que isso seja decidido pelos próprios promotores dessas atividades, mas sim imposto centralmente. Na nossa opinião isso não faz sentido", salientou o deputado.

12h27 - Catalunha estende Certificado Digital a restaurantes e ginásios. A Catalunha vai impor a obrigatoriedade de apresentar um certificado digital para aceder a espaços interiores de restaurantes e bares, cinemas, ginásios, teatros e concertos.

11h55 - "Testar é fundamental. O teste não evita a doença #covid19, mas protege todos. Testar é fundamental para controlar a pandemia". Um conselho do SNS.

11h38 -  Rui Rio, de visita à Madeira, acaba de afirmar que não considera necessário que Portugal regresse às medidas impostas no passado e que obrigaram, por exemplo, ao fecho de negócios. "É de evitar (essas medidas) porque, em principio, podemos evitar porque temos a taxa de vacinação elevada", disse referindo-se à possibilidade adotar medidas que nos impeçam de voltar à situação que se viveu no passado. O, ainda, líder do PSD falava sobre o uso de máscara e à proibição de grandes aglomerações de pessoas, por exemplo.

Rio disse, ainda, concordar com a ideia de que a vacinação deveria voltar a ser gerida por militares, defendendo que não tem necessariamente que ser o vice-almirante Gouveia e Melo a fazê-lo porque "existem muitas pessoas competentes" nas Forças Armadas.

11h12 - Israel começou a vacinar as crianças entre 5 e 11 anos de idade. A vacinação está a ser feita com a vacina da Pfizer/BioNTech e embora a data do arranque oficial fosse esta terça-feira, a vacinação dos menores começou já ontem. 

11h05 - O primeiro-ministro, António Costa, recusou hoje antecipar novas medidas para conter a pandemia de covid-19, remetendo um eventual anúncio para quinta-feira, quando se reúne o Conselho de Ministros, e depois de consultados os partidos.

"Hoje não é dia de falar, hoje é dia de ir ouvir os partidos, amanhã continuar a ouvir os partidos e quinta-feira falarei", disse António Costa quando questionado sobre a pandemia de covid-19.

10h45 - A Áustria iniciou ontem um confinamento que pode durar pelo menos dez dias, mas que podem estender-se a 20. Veja aqui as fotos do primeiro dia do país de volta ao confinamento.

Notícias ao Minuto Confinamento na Áustria© Getty 

10h39 - Covid-19 reacendeu fantasma da fome em Cabo Verde ao fim de 70 anos. O jornalista cabo-verdiano José Vicente Lopes, que acaba de lançar um livro sobre a fome em Cabo Verde, defendeu hoje que a pandemia reacendeu o fantasma da fome no arquipélago, ao fim de 70 anos sem crises famélicas.

10h34 - Atividade do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes aumenta face a pré covid. O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) aumentou a atividade em 2021 comparativamente a 2019, designadamente 1% nas consultas, 9,4% em cirurgias e 16,7% nas sessões de hemodiálise, foi hoje anunciado.

10h14 - Risco de morte fetal é quase o dobro em mulheres com Covid-19, diz estudo. O risco de natimorto é quase o dobro em mulheres infetadas com Covid-19 e quadruplicou durante o período em que a variante Delta surgiu, conclui um estudo recente do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC).

10h20 - Coimbra reabre centro de vacinação. Abriu, esta terça-feira, o centro de vacinação em Coimbra, no Pavilhão Municipal Multidesportos Mário Mexia, um espaço que promete aumentar o número de utentes vacinados. Em declarações à RTP3, a enfermeira Sofia Lemos, afirmou que a reabertura deste espaço representa um "maior espaço de acolhimento de utentes" com maior "organização", algo que os centros de saúde não conseguem garantir, até devido ao atendimento de ocorrências diárias.

"Esperamos que consigamos aumentar o número de utentes vacinados", afirmou a profissional, referindo que  espaço está a acolher todos os que tenham mais de 65 anos, e que tenham levado a primeira dose há, pelo menos, cinco meses.

09h45 - Pelo menos 21 detidos após 4.ª noite de protestos nos Países Baixos.  Pelo menos 21 pessoas foram detidas na noite de segunda-feira para hoje nos Países Baixos, no quarto dia consecutivo de protestos violentos contra as medidas governamentais de combate ao novo coronavírus, indicaram a polícia e a imprensa.

09h15 - Índia regista o número diário de mortos mais baixo dos últimos 543 dias. A Índia reporta, esta terça-feira, mais 7.579 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Este é o valor mais baixo dos últimos 543 dias, e prova que a pandemia está a acalmar no país, depois de se ter visto a braços com uma nova vaga em maio.

A Índia já reportou 34,5 milhões de infeções e 466.147 mortos desde o início da pandemia.

08h15 - Natal? Alemães aproveitam o mercado de Alexanderplatz, mas de máscara. A quarta vaga de infeções chegou em força à Alemanha e o governo impôs fortes restrições nos espaços públicos para convencer aqueles que ainda não se tinham vacinado a fazê-lo. Com a aproximação do Natal, e estas novas medidas, alguns mercados de Natal não puderam abrir em regiões específicas da Alemanha. No entanto, isso não aconteceu no famoso mercado de natal de Alexanderplatz, no centro de Berlim.

Notícias ao Minuto Mercados de Natal só de máscara© Getty  

08h10 - Espanha analisa possível administração de dose de reforço. A Comissão de Saúde Pública espanhola vai avaliar, hoje, se deverá ser dada uma terceira dose da vacina contra a Covid-19 aos cidadãos com maiores de 60 anos, aos profissionais de saúde e a residentes em lares ou que sejam especialmente vulneráveis, refere o El Pais.

07h25 - Alemanha soma mais 45.326 casos e 309 mortos por Covid-19. Segundo os dados atualizados do Instituto Robert Koch, em termos acumulados, o país acumula assim 5.430.911 casos de infeção e 99.433 vítimas mortais. A incidência bateu hoje um novo recorde ao atingir os 399,8 casos por 100 mil habitantes, em sete dias.

07h22 - O presidente da Câmara de Lisboa Carlos Moedas anunciou esta segunda-feira que será lançado a 1 de dezembro o maior centro de vacinação do país. Este novo centro será lançado na zona do Parque das Nações, mais precisamente na FIL, e permitirá vacinar até nove mil pessoas por dia, garantiu. 

07h20 - Bom dia, damos agora início a um novo registo de acompanhamento da pandemia. Pode recordar o anterior através deste link.

Leia Também: Portugal regista mais 1.475 casos de Covid-19 e 18 mortes

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório