Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
22º
MIN 15º MÁX 22º

Sobem para 148 mortos em explosão de camião de combustível na Serra Leoa

O número de mortos da explosão de um camião de transporte de combustível no início do mês na capital da Serra Leoa, Freetown, aumentou de 144 para 148 nos últimos dias, informaram as autoridades.

Sobem para 148 mortos em explosão de camião de combustível na Serra Leoa

O diretor de comunicação da Agência Nacional de Gestão de Catástrofes da Serra Leoa, Mohamed Lamrana Bah, confirmou o número à agência de notícias espanhola Efe, acrescentando que 52 vítimas ainda estão hospitalizadas, nove das quais se encontram em estado grave.

A explosão ocorreu quando um camião que estava prestes a fornecer combustível a uma estação de serviço foi atingido por um reboque.

Várias pessoas que viviam nas proximidades, bem como motoristas de táxi, aproximaram-se com baldes e bidões para recolher o combustível antes de o veículo explodir.

A prática de remover o combustível derramado dos camiões acidentados é comum em alguns países africanos, apesar de muito perigosa.

Muitos dos feridos sofreram queimaduras graves, e tanto os médicos locais que se encontravam no estrangeiro como profissionais de saúde de países africanos como o Senegal e a Libéria viajaram para a Serra Leoa para ajudar no esforço de socorro.

O país da África Ocidental também recebeu apoio internacional sob a forma de fornecimentos médicos, especialmente da Organização Mundial de Saúde (6,6 toneladas de material) e dos Emirados Árabes Unidos (15 toneladas).

No dia 08, o Presidente da Serra Leoa, Julius Maada Bio, declarou três dias de luto nacional e participou num serviço inter-religioso para honrar a memória dos mortos.

No dia seguinte à explosão, Mohammed Mukhier, diretor de África da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (IFRC), descreveu o incidente como "desolador" para um país que ainda tem memórias de catástrofes como os deslizamentos de terras de 2017 (mais de 1.000 mortos) ou a epidemia de Ébola entre 2014 e 2016 (quase 4.000 mortos).

Leia Também: Aumenta para 144 mortos após explosão de petroleiro na Serra Leoa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório