Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2021
Tempo
25º
MIN 13º MÁX 25º

Edição

Pelo menos 10 pessoas mortas em ataque por alegados jihadistas no Níger

Pelo menos 10 pessoas morreram no início desta semana num ataque perpetrado por alegados jihadistas contra uma mesquita numa aldeia da região de Tillabéri, na região ocidental do Níger, segundo fontes locais.

Pelo menos 10 pessoas mortas em ataque por alegados jihadistas no Níger
Notícias ao Minuto

19:57 - 13/10/21 por Lusa

Mundo Níger

"Houve um ataque na passada segunda-feira em Abankor. Há 10 mortos. Os atacantes vieram em motos durante a Maghrib [oração da noite] e as vítimas estavam na mesquita quando foram mortas", disse hoje à agência France-Presse, um responsável municipal de Banibangou, onde o ataque aconteceu.

Um residente de Tondiwindi, uma localidade próxima, relatou também à agência noticiosa francesa a morte de 10 pessoas "num ataque perpetrado por homens armados".

À rádio Studio Kalangou, um residente de Abankor disse que além dos 10 mortos, uma outra pessoa ficou ferida.

Os ataques de alegados 'jihadistas' contra civis em Banibangou e localidades vizinhas na região de Tillabéri intensificaram-se desde o início do ano.

A imensa e instável região de Tillabéri, com cerca de 90 mil quilómetros quadrados, que faz fronteira com Níger, Burkina Faso e Mali, é palco desde 2017 de ataques de grupos extremistas ligados à Al-Qaida e ao Estado Islâmico.

A partir de hoje vigora uma medida para a proibição de motos em vários departamentos da região.

A medida, já posta em prática no ano passado para travar os ataques de alegados grupos 'jihadistas', tinha sido levantada no início de setembro.

No entanto, de acordo com deputados da região, esta proibição está a ser contornada por perpetradores que operam "em camelos e bicicletas".

No início do mês, o Gabinete das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA, na sigla em inglês) alertou para o risco de uma "grande crise alimentar" na região de Tillabéri, onde quase 600.000 pessoas se encontram expostas à insegurança alimentar.

A OCHA alertou que várias dezenas de agricultores em Banibangou foram "friamente assassinados nos seus campos" entre junho e agosto.

Leia Também: Cerca de 600 mil pessoas estão em risco de insegurança alimentar no Níger

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório