Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2021
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Congresso dos EUA aprova reforço para segurança do Capitólio

O Congresso norte-americano aprovou na quinta-feira um pacote de 2.100 milhões de dólares para reforçar a segurança do Capitólio, em Washington, e aumentar os vistos para afegãos que trabalharam para o exército dos Estados Unidos da América (EUA).

Congresso dos EUA aprova reforço para segurança do Capitólio

A iniciativa, avaliada em 1.766 milhões de euros, foi aprovada por unanimidade pelos 98 congressistas que estiveram presentes no Senado e teve o apoio de 416 membros da Câmara dos Representantes, enquanto 11 votaram contra, faltando apenas a assinatura de Joe Biden para se tornar lei.

Senadores dos partidos Democrata e Republicano chegaram a um acordo sobre os detalhes do documento esta semana.

A missiva relaxa algumas regras de migração para que os requerentes de asilo do Afeganistão possam procurar refúgio nos EUA o mais rápido possível, uma vez que as tropas norte-americanas e da NATO planeiam abandonar o país do Médio Oriente antes do final de agosto e há receio de que os talibãs possam retaliar.

Como resultado, o plano pode permitir que oito mil afegãos tenham acesso a vistos e, além disso, 500 milhões de dólares (420,5 milhões de euros) serão destinados para que saiam do Afeganistão com urgência.

Da mesma forma, os fundos de segurança vão permitir que a polícia do Capitólio substitua o equipamento que perdeu durante o ataque em 06 de janeiro por uma multidão de manifestantes pró-Trump, que pretendia impedir a vitória leitora de Joe Biden.

A lei também vai permitir proteger os salários dos policiais e melhorar a segurança das janelas e portas de todos prédios da sede parlamentar, além da instalação de câmaras de vigilância.

Também será possível melhorar a segurança de alguns congressistas que têm recebido ameaças desde o ataque ao Capitólio e será prestada assistência psicológica aos polícias que sofreram as consequências do atentado.

As autoridades estimam que em 06 de janeiro cerca de 10 mil pessoas marcharam em direção ao Capitólio e cerca de 800 invadiram o edifício.

Cinco pessoas morreram e cerca de 140 polícias foram atacados por manifestantes pró-Trump.

Até o momento, cerca de 550 pessoas foram indiciadas por acusações relacionadas ao ataque, incluindo 165 acusados de crimes de agressão às autoridades.

Leia Também: Biden quer vacinação dos funcionários federais e propõe incentivos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório