Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Guterres: Renomeação foi aprovada por unanimidade por 193 Estados-membros

A seleção ou recondução de um secretário-geral da ONU está sujeita ao veto de qualquer um dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, facto que não aconteceu, o que permitiu a António Guterres avançar para um segundo mandato.

Guterres: Renomeação foi aprovada por unanimidade por 193 Estados-membros
Notícias ao Minuto

08:13 - 17/06/21 por Lusa

Mundo ONU

O secretário-geral "é um símbolo dos ideais das Nações Unidas" e "um porta-voz dos interesses dos povos do mundo, em particular dos pobres e vulneráveis", segundo a definição publicada pela própria organização na sua página na Internet.

António Guterres, 72 anos, é reconduzido sexta-feira como secretário-geral das Nações Unidas, tendo obtido o voto favorável e unânime dos 173 Estados membros da organização fundada a 04 de outubro de 1945 e que tem sede em Nova Iorque.

A par do ex-primeiro-ministro português, apenas outros oito nomes (todos homens) ocuparam este cargo ao longo das mais de sete décadas de existência das Nações Unidas.

A disponibilidade de António Guterres para cumprir um segundo mandato de cinco anos como secretário-geral da ONU foi confirmada a 11 de janeiro passado e em 75 anos de vida das Nações Unidas apenas o egípcio Boutros Boutros-Ghali não foi reconduzido no cargo. 

Guterres, ex-primeiro-ministro português e ex-Alto Comissário da ONU para os Refugiados, foi aclamado pelos 193 Estados-membros da Assembleia-Geral para o cargo de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) a 13 de outubro de 2016, após uma importante e determinante recomendação do Conselho de Segurança adotada a 06 de outubro desse ano.

Em janeiro de 2017, Guterres, o primeiro português a alcançar um cargo desta dimensão mundial, tornava-se o nono secretário-geral da ONU para um mandato de cinco anos, até 31 de dezembro de 2021, iniciando oficialmente o segundo a 01 de janeiro de 2022.

Leia Também: Nobel da Paz iraniana pede a Guterres para promover mulheres na ONU

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório