Meteorologia

  • 18 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

Faixa de Gaza. Amnistia pede à ONU para apurar responsabilidades

A Amnistia Internacional saudou hoje a realização de uma sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU para debater o conflito israelo-palestiniano, pedindo que sejam apuradas responsabilidades de crimes.

Faixa de Gaza. Amnistia pede à ONU para apurar responsabilidades
Notícias ao Minuto

18:29 - 20/05/21 por Lusa

Mundo ONU

"Mesmo que o Conselho de Segurança da ONU - que até agora não deu uma resposta devido à oposição dos EUA - consiga aprovar uma resolução, é improvável que resolva a questão crucial da responsabilidade", disse hoje, em comunicado, Kevin Whelan, representante da Amnistia Internacional na ONU, em Genebra.

Por isso, Whelan saudou a realização de uma sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU, marcada para o próximo dia 27, dizendo que "pode ajudar a garantir a responsabilização por violações, mesmo no caso de um cessar-fogo e após o fim das atuais hostilidades".

O representante da Amnistia Internacional nas Nações Unidas disse ser essencial que essa sessão aborde "possíveis crimes de guerra em Gaza, incluindo ataques mortais a casas palestinianas e a destruição deliberada de propriedade civil, bem como o lançamento indiscriminado de 'rockets' por parte de grupos armados palestinianos sobre centros populacionais israelitas".

Sobre o conflito que opõe as forças israelitas ao grupo islâmico Hamas, que já dura há 11 dias e fez mais de 230 mortos, Kevin Whelan disse ser "vital que os autores das violações dos direitos humanos, incluindo ataques ilegais à luz do direito internacional, deixem de ter permissão para cometer abusos".

O representante da Amnistia Internacional defende que o Conselho de Direitos Humanos da ONU deve "criar um mecanismo de investigação que possa coligir e preservar provas de crimes e violações", que possa agir em coordenação com o Tribunal Penal Internacional.

"Unidas, essas instituições devem fazer tudo o que está ao seu alcance para quebrar o ciclo de impunidade que dura há décadas e que permeia a crise em Israel e nos territórios palestinianos ocupados", concluiu Whelan.

Leia Também: Mais cinco palestinianos mortos em Gaza e total passa para 232

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório