Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2021
Tempo
24º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

AO MINUTO: Marcelo agradece "sacrifício". Vem aí vacina revolucionária?

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO:  Marcelo agradece "sacrifício". Vem aí vacina revolucionária?

Portugal dá hoje o primeiro passo para a última fase de desconfinamento no país. A correr bem, este poderá ser o início do tão aguardado regresso à normalidade.

Até lá, contudo, e tal como alertou António Costa, o fim o estado de emergência não significa que "o país possa considerar a situação ultrapassada". Assim, há ainda um conjunto de medidas que têm de ser cumpridas, tais como o uso de máscara, o distanciamento físico ou o dever cívico de recolhimento domiciliário.

A entrada na situação de calamidade é acompanhada pela quarta e última fase do plano de desconfinamento para a generalidade do país, à exceção dos municípios de Miranda do Douro, Paredes, Valongo, Aljezur, Resende, Carregal do Sal, Portimão e Odemira. No concelho de Odemira, o Governo decidiu decretar cercas sanitária nas freguesias de São Teotónio e de Almograve devido à elevada incidência de casos de covid-19, sobretudo em trabalhadores do setor agrícola.

Lá fora, a Índia continua a bater recordes diários,  e hoje soma mais 400 mil casos da doença em apenas 24 horas. O país de 1,3 mil milhões de habitantes está a braços com um surto devastador, com novos máximos diários de infetados e mortos há vários dias.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no Mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

00h00 - Boa noite! Este registo termina aqui, mas retomamos um novo acompanhamento durante a manhã de domingo. Já sabe, caso tenha sintomas da Covid-19, mantenha-se em isolamento e contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). 

23h30 - O Brasil reportou, nas últimas 24 horas, mais 66.964 casos de infeção pelo novo coronavírus e 2.656 mortes relacionadas com a Covid-19.  No total, desde o início da pandemia, o país já acumula 14.725.975 infeções e 406.437 morte. 

23h00 - "Uma dose contra quatro vírus"? A farmacêutica Moderna está a realizar ensaios clínicos com duas novas versões da sua vacina contra o novo coronavírus, sendo que uma contém a variante sul-africana do vírus e a outra uma combinação do vírus mutado com o original. A informação foi revelada por Andrea Carfi, responsável pela investigação da empresa norte-americana, em entrevista ao italiano Corriere della Sera. 

21h30 - O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, salientou hoje, 1.º de Maio, que os trabalhadores portugueses foram "muito sacrificados" pela pandemia da covid-19 e agradeceu-lhes por "aquilo que aguentaram".

20h00 - Vacinação de bombeiros. O ministro da Administração Interna anunciou hoje que 17 mil bombeiros irão receber "dentro de poucos dias" a segunda dose da imunização contra a covid-19 e que 9 mil novos operacionais iniciarão o processo com vacinas da Pfizer.

18h05 - O Reino Unido, onde a vacinação decorre a bom ritmo, reportou nas últimas 24 horas, 1.907 infetados com o novo coronavírus, registando sete óbitos por causa da doença.  Trata-se de uma descida do número de novos casos (já que ontem foram reportados 2.390) e do número de óbitos (ontem morreram 15 pessoas). No total, o Reino Unido acumula 4.418.530 contágios e 127.524 mortes. 

17h55 - Itália registou, nas últimas 24 horas, mais 12.965 novos casos de infeção e 226 mortes relacionadas com a Covid-19. Os dados representam uma descida face aos números reportados ontem (13.446 infeções e 263 mortes). No total, desde o início da pandemia, Itália acumula 4.035.617 contágios e 121.033 óbitos. Há agora 430.542 casos ativos da doença no país, menos 5.728 em relação ao dia anterior. 

17h00- O serviço de estatística da Rússia informou hoje que o número de mortes em todo o país nos primeiros três meses de 2021 foi superior em 25% ao mesmo período do ano anterior e relatou milhares de mortes a mais em março devido à covid-19.

16h00 - A Índia deve impor um bloqueio de várias semanas na tentativa de conter a devastadora epidemia de covid-19, disse o imunologista e consultor da administração norte-americana para a pandemia, Anthony Fauci, numa entrevista à imprensa indiana.

15h30 - A Rússia iniciou hoje uma "mega ponte" decretada pelo presidente Vladimir Putin, aconselhada pelas autoridades sanitárias, para travar a propagação da pandemia de covid-19, que, segundo números oficiais, já fez mais de 110.000 mortos no país.

15h20 - Vacinação na Síria. A campanha de vacinação contra a covid-19 começou hoje no noroeste da Síria, nomeadamente para as equipas médicas de dois hospitais que receberam suas primeiras doses, informou um correspondente da AFP na província de Idleb.

14h36 - Um médico indiano partilhou, no Twitter, duas fotografias. Uma a trabalhar, com o fato de proteção contra a Covid-19 e outra depois de despir o equipamento. Na segunda imagem, que já se tornou viral, é possível ver o Dr. Sohil Makwana, que trabalha no GMERS Medical College, em Dharpur, completamente encharcado em suor.  

Na legenda das fotos, o médico admitiu estar orgulho por poder servir a Índia.

14h25 - A capital da Índia, Deli, vai continuar confinada pelo menos durante mais uma semana, anunciou este sábado o ministro indiano Arvind Kejriwal. A cidade enfrenta sérios problemas devido à Covid-19, tal como grande parte do país. No Twitter, o governante revelou que só Deli precisava de 976 toneladas de oxigénio. No sábado, a cidade recebeu 312 toneladas, o que nem a metade corresponde. "Como é que Deli respira com tão pouco oxigénio?", questionou, num claro (e desesperado) pedido de ajuda.

14h17 - Dois homens foram detidos, este sábado, em Brescia, Itália, por suspeitas de terem ateado fogo a um centro de vacinação contra o coronavírus. De acordo com a imprensa local, Paolo Pruda e Nicola Zanardelli, de 52 e 51 anos, respetivamente, estão acusados dos crimes de terrorismo e porte de armas de guerra. A dupla pertence, segundo as autoridades, ao movimento 'No Vax', contra a vacinação.

Recorde-se que o centro de vacinação de Brescia, na Lombardia, uma das regiões mais afetadas pela pandemia na Europa, foi alvo de um ataque no dia 3 de abril, perpetuado com cocktails molotov.

13h55 - Três milhões de cidadãos belgas já receberam pelo menos uma dose da vacina contra a covid-19, segundo uma nota de hoje do instituto público Sciensano, cujo porta-voz disse, na sexta-feira, que 80 por cento dos adultos deverão estar vacinados antes de 15 de agosto.

13h44 - Portugal registou, nas últimas 24 horas, mais 454 casos de Covid-19 e duas mortes relacionadas com a doença, reportaram as autoridades de saúde este sábado.

Outros números a reter:

  • 23.494 casos ativos (menos 187 que ontem)
  • 796.477 recuperados (mais 639 que ontem)
  • 16.976 vítimas mortais (mais duas que ontem)
  • 836.947 casos confirmados (mais 454 que ontem)
  • 302 internados em enfermaria (menos 22 que ontem)
  • 84 internados em Cuidados Intensivos (menos cinco que ontem)

13h30 - Dados atualizados de África: África registou mais 257 mortes associadas à covid-19 nas últimas 24 horas, para um total de 121.813 vítimas mortais, e 9.963 novos infetados.

13h15 - Bruxelas já recebeu planos de recuperação de 13 países. A Comissão Europeia (CE) continuou hoje a receber os planos de recuperação que os países da União Europeia (UE) devem enviar detalhando as propostas de reforma antes de receberem a sua parte dos 800.000 milhões de euros.

13h10 - Berlusconi deixa hospital. O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi deixou na sexta-feira o hospital, em Milão, onde estava internado desde o início de abril para uma série de análises das sequelas da covid-19.

13h05 - Dados atualizados dos Açores. Nas últimas 24 horas, foram diagnosticados dez novos casos de Covid-19 nos Açores. Nove foram identificados em São Miguel e um nas Flores.

12h47 - DGS recorda: "Lave frequentemente as mãos com água e sabão ou com uma solução à base de álcool. Escolha proteger-se!"

12h34 - Timor-Leste registou hoje 120 novos casos de infeção com SARS-CoV-2, o segundo maior total de sempre num único dia, com a quase totalidade a registar-se na capital Díli.

12h03 - A pandemia de Covid-19 provocou 14.048 mortos em todo o mundo nas últimas 24 horas, aumentando o número de óbitos para 3.182.408 desde que foram detetados os primeiros casos da infeção na China, em 2019, concluiu hoje o balanço da AFP.

11h47 - A Hungria já começou a desconfinar, mas apenas as pessoas vacinadas poderão usufruir do alívio das medidas. O país registou uma das maiores taxas de mortalidade devido à Covid-19 da Europa. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, a Hungria reportou 779.348 casos e 27.540 mortes devido à doença. 

11h24 -  A Associação do Alojamento Local em Portugal (ALEP) discordou hoje da decisão do Governo de cortar o apoio às micro e pequenas empresas do turismo, numa altura "tão delicada" devido à pandemia Covid-19.

11h10 - A partir de hoje e durante pelo menos duas semanas, quem chegar da Índia a Espanha tem de cumprir uma quarentena de 10 dias. Quem estiver apenas de passagem pelo país vizinho e lá permanecer menos de 10 dias, terá cumprir o isolamento durante toda a estadia.

11h06 - A Rússia reportou, este sábado, 9.270 casos de coronavírus e 392 mortes, o que totaliza 4.814.558 infeções confirmadas, desde que a pandemia chegou ao país, e 110.520 vítimas mortais.

10h51 - A eficácia da vacinação contra a Covid-19 nos lares de idosos espanhóis localiza-se entre 81% e 88%, de acordo com o relatório elaborado pelo ministério da Saúde de Espanha divulgado este sábado.

O mesmo estudo revela-nos que a vacinação evitou 71% de internamentos e menos 82% de mortes, no lares de idosos, além de ter sido eficaz contra infeções sintomáticas e assintomáticas.

Estima-se assim que a vacinação tenha evitado uma média de 6,3 casos diários por 10 mil residentes vacinados, com efeito semelhante nos não vacinados, graças à proteção indireta.

10h48 -  Hoje contamos a história de Verena García, uma jovem espanhola que teve Covid-19 há cerca de seis meses, venceu a doença, mas desde então tosse a cada dois segundos.

10h43 - Pedro Abrunhosa foi, esta sexta-feira, o protagonista de um concerto no recinto exterior do Altice Forum Braga. Trata-se do segundo teste-piloto para testar a exequibilidade do regresso dos eventos ao ar livre em contexto de pandemia, na sequência da última fase de desconfinamento delineada pelo Governo. Saiba mais sobre estes espetáculos aqui

10h31 - DGS recorda: "A vacina será administrada de acordo com as prioridades definidas"

10h21 - As pessoas com sintomas de enfarte pediram ajuda mais tarde em 2020 e o tempo que levou entre a chamada de emergência e o doente ser assistido no hospital aumentou quase 20 minutos, segundo dados hoje divulgados.

10h09 - O primeiro-ministro, António Costa, disse hoje acreditar que Portugal está a viver uma "fase de viragem" no combate à pandemia de Covid-19 e afasta cenários de crise política, incluindo na negociação do próximo Orçamento do Estado.

09h57 - Três homens foram detidos em Arraiolos, em Évora, esta sexta-feira, por violação do confinamento obrigatório a que estavam sujeitos no âmbito da pandemia de Covid-19.

09h45 - A Grécia começa hoje a vacinar todas as pessoas maiores de 30 anos, além dos grupos vulneráveis, profissionais de saúde e professores, esperando até final de junho ter imunizado todos os cidadãos que o desejem.

09h42 - A Índia iniciou hoje uma nova fase no seu plano de vacinação ao estender a todos os maiores de 18 anos, acelerando o ritmo da campanha de imunização para permitir aliviar o país do impacto da segunda onda de infeções.

09h40 - Presidente de Cabo Verde incentiva autoridades a intensificar medidas. Jorge Carlos Fonseca, reconheceu hoje que o Governo tem procurado agir em todas as frentes, mas incentivou a intensificar as medidas de apoio, especialmente aos mais vulneráveis afetados pelos efeitos da pandemia da covid-19.

09h30 - Das fronteiras reabertas aos horários alargados, o que muda hoje. Portugal continental entrou hoje na última fase do plano de desconfinamento, com reabertura de fronteiras terrestres, mas com a Índia a juntar-se à lista das restrições de chegadas, e com uma quase normalidade no comércio e restauração. Recorde aqui tudo o que muda a partir de hoje. 

09h13 - Governo prolonga restrições aéreas para a África do Sul, Brasil e Índia. O Governo decidiu prolongar até às 23h59 do dia 16 de maio de 2021 as medidas restritivas do tráfego aéreo. Estas referem que quem chegue países com uma taxa de incidência de Covid-19 igual ou superior a 500 casos por 100 mil habitantes - como é o caso da Índia, Brasil e África do Sul - terão de cumprir um período de isolamento profilático de 14 dias, no domicílio ou em local indicado pelas autoridades de saúde. Confira aqui a lista completa de países com restrições. 

08h50 - Eletricidade. Clientes afetados pela pandemia dispõem de medidas. A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) lembra que estas medidas excecionais constam de um decreto "estabelece regras que assegurem o funcionamento de toda a cadeia de fornecimento de energia". 

07h35 - Venda de preservativos nos EUA sobe após levantamento de restrições. As vendas de preservativos nos Estados Unidos aumentaram nos últimos meses, na sequência do relaxamento das medidas de restrição decretadas para mitigar a propagação da pandemia de Covid-19 no país.

07h50 - Municípios que não entram em fase de calamidade. A entrada na situação de calamidade acontece na generalidade do país, à exceção dos municípios de Miranda do Douro, Paredes, Valongo, Aljezur, Resende, Carregal do Sal, Portimão e Odemira. Também no concelho de Odemira, o Governo decidiu decretar cercas sanitária nas freguesias de São Teotónio e de Almograve devido à elevada incidência de casos de covid-19, sobretudo em trabalhadores do setor agrícola.

07h30 - Portugal entrou hoje em situação de calamidade. Esta coincide com a última fase de desconfinamento, com a reabertura de fronteiras terrestres com Espanha e uma quase normalidade no comércio e restauração. Mantém-se contudo, um conjunto de medidas, como:

  • o dever cívico de recolhimento domiciliário
  • obrigatoriedade de uso de máscaras ou viseiras
  • controlo da temperatura corporal
  • realização de testes de diagnóstico
  • regras de segurança e de distanciamento nos estabelecimentos ou locais abertos ao público.

Por outro lado, o estado de calamidade significa que haverá o alívio de outras medidas. São elas:

  • reabertura das fronteiras terrestres com Espanha;
  • os restaurantes, cafés e pastelarias vão poder estar abertos até às 22:30, podendo ter clientes tanto no interior como nas esplanadas, mas com limites de pessoas por mesa para grupos de seis no interior e de dez nas esplanadas
  • os espetáculos culturais passam a ter as 22h30 como hora limite
  • generalidade dos estabelecimentos comerciais e centros comerciais vão poder ficar abertos até às 19h00 aos fins de semana e feriados e 21h00 durante a semana.
  • Os casamentos e batizados podem realizar-se a partir de hoje com um máximo de 50% de lotação dos espaços onde decorram
  • regressam as modalidades desportivas de alto risco e a competição dos escalões de formação, bem como o regresso das aulas de grupo nos ginásios.

07h23 - Ansiedade gerou reações adversas a vacinas em cinco estados dos EUA. Reações de curto prazo a vacinas anti-covid, como desmaios e tonturas, registadas em dezenas de pessoas em cinco estados norte-americanos, foram causadas por ansiedade, e não por problemas com a vacina, concluíram as autoridades de saúde dos Estados Unidos.

07h20 - Novo recorde na Índia. A Índia registou mais de 400 mil casos de covid-19 nas últimas 24 horas, um novo recorde mundial de contágios, além de 3.523 mortos.

07h18 - Incêndio em hospital na Índia. Pelo menos 18 pessoas morreram hoje num incêndio que deflagrou num hospital na cidade de Bharuch, no oeste da Índia, incluindo 16 doentes com Covid-19 e duas enfermeiras, de acordo com um novo balanço da polícia.

07h16 - EUA restringem viajantes vindos da Índia a partir de terça-feira. Os Estados Unidos vão restringir os viajantes vindos da Índia a partir de 4 de maio, anunciou hoje a Casa Branca, referindo um aumento dos casos de covid-19 no país e o surgimento de variantes potencialmente perigosas do novo coronavírus.

07h15 - Alemanha ultrapassa os 3,4 milhões de casos e as 83 mil mortes. A incidência acumulada de covid-19 em sete dias continua a diminuir na Alemanha, para 148,6 novas infeções por 100.000 habitantes, em comparação com 153,4 de ontem, apontando para uma desaceleração.

07h12 - Regulador autoriza Fiocruz a produzir ingrediente da AstraZeneca. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) brasileira autorizou na sexta-feira a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a produzir no Brasil o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/Oxford.

07h10 - Enquanto dormia:

  • Atualização dos dados do México: O México registou 460 mortes por covid-19 e 3.821 novas infeções nas últimas 24 horas.
  • Atualização dos dados dos EUA: Os Estados Unidos registaram 847 mortes provocadas por covid-19 e 60.412 novos casos da doença nas últimas 24 horas.
  • Atualização dos dados da China: A China detetou 16 casos de covid-19 nas últimas 24 horas, todos oriundos do estrangeiro.

Damos agora início a um novo acompanhamento sobre a situação da Covid-19 em Portugal e no mundo. Pode recordar os acontecimentos do dia anterior aqui.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório