Meteorologia

  • 24 JUNHO 2021
Tempo
30º
MIN 15º MÁX 32º

Edição

EUA. Expedição a reserva marinha revela ecossistema infestado de plástico

Inúmeras redes de pesca abandonadas e plástico suficiente para encher uma enorme embarcação são o resultado de uma limpeza feita, durante três semanas, a uma das maiores reservas marinhas dos Estados Unidos, no Havai.

EUA. Expedição a reserva marinha revela ecossistema infestado de plástico
Notícias ao Minuto

08:40 - 23/04/21 por Lusa

Mundo EUA

A expedição tinha como objetivo reverter as práticas humanas insustentáveis que acabaram por infestar o Monumento Nacional Marinho de Papahanaumokuakea, uma região com mais de 2.000 quilómetros de praias no arquipélago havaiano e que está a ser seriamente ameaçado pela poluição.

Garrafas de águas, boias, caixotes e até isqueiros estavam entre o lixo retirado destas águas, mas a descoberta mais impressionante para a equipa que esteve a limpar esta região foram as quase 47 toneladas de redes deixadas para trás, outras levadas pela maré, que se tornaram no principal predador de uma zona que não os tinha, em particular para as focas-monge-do-Havai.

Este "monumento natural", que é a maior reserva marinha dos Estados Unidos da América (EUA) e uma das maiores do mundo, está rodeado pelo que foi apelidado de o Grande Pedaço de Lixo do Pacífico, uma "ilha" de plástico e resíduos a flutuar pelo oceano ao sabor das correntes.

Esta ilha ameaça esta reserva natural marinha do arquipélago do Havai, cujo ecossistema é um dos mais diversificados do planeta, com mais de 1.400 espécies de fauna, e que está praticamente intocado até hoje.

Contudo, as praias, apesar de interditas a pessoas, são o espelho do consumismo humano e da má gestão na deposição do plástico.

A equipa que participou na expedição detalhou que enquanto limpava uma das áreas desta reserva marinha foi necessário auxiliar uma foca-monge-do-Havai que estava presa a uma das redes de pesca abandonadas.

A iniciativa foi organizada pelo Projeto de Resíduos Marinho Papahanaumokuakea, em parceria com o estado do Havai e as agências federais norte-americanas, incluindo a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica e o Serviço de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos.

Leia Também: França cria delito de "ecocídio" para punir poluição ambiental

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório