Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2021
Tempo
15º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

AO MINUTO: Brasil bate novo recorde. 'Task force' mantém AstraZeneca

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Brasil bate novo recorde. 'Task force' mantém AstraZeneca

Portugal somou, nas últimas 24 horas, mais 874 novos casos e duas mortes relacionados com a Covid-19, segundo o boletim epidemiológico da DGS divulgado esta terça-feira. Os dados apresentados hoje refletem o atraso de integração de 599 notificações laboratoriais positivas que reportam ao fim de semana. No total, e desde o início da pandemia no país, há 824.368 infetados e 16.887 óbitos reportados.

Foi ontem iniciada a segunda fase do plano de desconfinamento. A abertura de esplanadas, ginásios e o regresso à escola dos alunos do 2.º e 3.º ciclos coincidiram com o dia em que se atingiu um índice de transmissibilidade (Rt) de 1 no continente. Neste momento, 26 concelhos estão acima do limiar de risco de incidência da Covid-19, podendo não avançar no desconfinamento caso a situação se mantenha na próxima avaliação do Governo.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no resto do mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Chegou ao fim este registo, mas o acompanhamento será retomado na manhã de quarta-feira. Já sabe, acompanhe as comunicações das autoridades competentes e, caso tenha sintomas, contacte:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

23h53 - AstraZeneca? Pode haver "ajustes para diminuir risco e manter benefício". Após ter sido noticiado, esta terça-feira, que poderá ter sido confirmada a relação entre vacina da AstraZeneca e trombose, Miguel Prudêncio, investigador principal do Instituto de Medicina Molecular, recordou que, neste momento, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) está a realizar uma análise sobre a relação risco-benefício da vacina em causa. "Se for necessário fazer ajustes para diminuir o risco e manter o benefício, então, podemos estar seguros de que é isso que vai acontecer", defendeu o especialista, esta noite, em entrevista à RTP3. 

23h49 - Hungria anuncia levantamento de restrições após progressos na vacinação. A Hungria, um dos países europeus mais afetados pela pandemia de covid-19 nas últimas semanas, anunciou hoje que vai começar a levantar, na quarta-feira, algumas restrições em função dos progressos obtidos na vacinação. Cerca de 2,5 milhões de pessoas, o que corresponde a quase 25% dos 10,7 milhões de habitantes do país, já receberam pelo menos uma dose de uma das vacinas, destacou o primeiro-ministro Viktor Orbán num vídeo publicado no Facebook.

23h13 - Brasil deve "considerar seriamente" o confinamento, alerta Fauci. Anthony Fauci, o principal especialista em doenças infeciosas dos Estados Unidos, deu uma entrevista à BBC Brasil, onde comentou a situação do país. Entre alguns dos pontos altos da conversa surge o reconhecimento do médico de que o Brasil precisa "de considerar seriamente" o confinamento para conter o avanço da doença.

22h58 - Faixa de Gaza sofre novo encerramento parcial de atividades. A Faixa de Gaza vai sofrer, a partir de quarta-feira, um novo encerramento parcial de atividades devido ao aumento de contágios do novo coronavírus, que alcançou novos máximos diários este mês, anunciou hoje o Ministro do Interior. A taxa de infeções na Faixa, com mais de dois milhões de palestinianos, disparou desde que foi detetada a variante britânica do vírus no início do mês e voltou hoje a superar 1.400 novos casos de Covid-19.

22h49 -  Turquia volta a ter mais de 200 mortes por dia. As mortes por Covid-19 na Turquia superaram hoje novamente as duas centenas, com 211 casos, o número mais elevado desde o início de janeiro, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde turco. Há dias que as autoridades alertam para o que parece ser uma terceira vaga da epidemia, após o primeiro pico em abril do ano passado e o segundo em dezembro, quando se registou o atual recorde de 257 mortes em apenas um dia.

22h28 - Brasil quebra novo recorde com 4.195 mortes em 24 horas. O Ministério da Saúde brasileiro notificou, esta terça-feira, mais 86.979 casos de infeção pelo novo coronavírus e mais 4.195 óbitos (um novo recorde). O número acumulado de casos confirmados no país, desde 26 de fevereiro do ano passado, superou os 13 milhões (13.100.580) e o número acumulado de óbitos é de 336.947.   

21h58 - ONG Médicos Unidos da Venezuela pede declaração de emergência nacional. A ONG Médicos Unidos de Venezuela (MUV) informou hoje que 442 profissionais da saúde faleceram devido à Covid-19 e instou as autoridades venezuelanas a declararem uma "emergência nacional" para proteger os trabalhadores do setor. "Temos informação de 18 novas mortes de profissionais da saúde, relacionadas com a Covid-19, atingindo 442 [vítimas no total], enquanto os porta-vozes oficiais reportam 1.678 mortes totais no país", explica na sua conta do Twitter.

21h36 - Bolsonaro e Putin falaram por telefone sobre vacina Sputnik V. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, conversou hoje, via telefone, com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, numa reunião em que foi abordada a aquisição e produção da vacina contra a Covid-19 Sputnik V, desenvolvida na Rússia. "Acabei de receber um telefonema do Presidente Putin. Um dos assuntos mais importantes que tratámos aqui foi a possibilidade de virmos a receber a vacina Sputnik, daquele país. Logicamente, dependemos ainda de resolver alguns entraves aqui, no Brasil, e estamos ultimando o contacto com as demais autoridades (...), sobre como podemos, efetivamente, importar essa vacina", disse Bolsonaro, num vídeo partilhado nas redes sociais após a reunião.

20h34 - Surto de Covid-19 em Bollywood. Ator de 53 anos teve de ser internado. A Índia é um dos países mais afetados no mundo pela pandemia da Covid-19, a seguir aos EUA e ao Brasil, e a segunda vaga de infeções parece ter atingido fortemente a indústria cinematográfica. Nas últimas semanas, Bollywood registou um surto de casos de SARS-CoV-2, um dos quais grave.

20h17 - França tem mais de 30 mil pessoas hospitalizadas devido à pandemia. Os números da doença Covid-19 em França continuam a aumentar e já há 30.639 pessoas hospitalizadas, um aumento de 732 pessoas em comparação com a véspera, segundo divulgaram hoje as autoridades sanitárias gaulesas. Nas últimas 24 horas foram registadas 426 mortes devido ao vírus, perfazendo um total de óbitos desde o início da pandemia de 97.273. O número de casos esta terça-feira foi de 8.045, com o número total de casos positivos detetados no país a ser agora de 4.841.308.

20h03 - Madeira com 20 novos casos e um total de 342 infeções ativas. A Madeira registou hoje 20 novos casos de Covid-19, 28 recuperações e 100 situações suspeitas, indicou a Direção Regional de Saúde, referindo que o total de infeções ativas no arquipélago é de 342, com oito doentes hospitalizados. Entre os novos positivos, um foi importado de França e 19 são de transmissão local, sendo que a região passa a contabilizar 8.486 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. A Madeira regista também 71 óbitos associados à doença.

19h34 - 'Task force' mantém programa de vacinação com AstraZeneca. A 'task force' que coordena o plano de vacinação contra a Covid-19 vai manter a vacina da AstraZeneca no processo até surgir uma posição oficial da Agência Europeia do Medicamento (EMA), da Direção-Geral da Saúde (DGS) e do Infarmed

19h27 - Reino Unido suspende testes clínicos da vacina AstraZeneca em menores. Os testes clínicos da vacina Oxford/AstraZeneca em crianças foram interrompidos enquanto o regulador do Reino Unido investiga uma possível relação formação de tromboembolismos em adultos, noticiou a BBC. O diretor do Oxford Vaccine Group, que desenvolveu a vacina com a AstraZeneca, Andrew Pollard, disse à estação pública britânica que não havia preocupações de segurança com os testes, mas que os cientistas estavam a aguardar mais informações.

18h35 - Infarmed rejeita posição unilateral antes das conclusões da EMA. O Infarmed rejeita tomar qualquer posição unilateral sobre a alegada ligação da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 e a formação de tromboembolismos em pessoas vacinadas antes de a Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciar uma conclusão. "A posição do Infarmed é de alinhamento com o regulador europeu. Está a decorrer a reunião [do Comité de Avaliação dos Riscos em Farmacovigilância] da EMA e será divulgada uma conclusão assim que terminar. Estamos a aguardar", afirmou fonte oficial da Autoridade Nacional do Medicamento à agência Lusa.  

18h21 - Covid-19. 6% dos portugueses já com vacinação completa. A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou, esta terça-feira, que 579.069 pessoas, 6% da população em Portugal, já recebeu a vacinação completa contra a Covid-19 e 13% já receberam a primeira dose. Há ainda a registar que 87% da população portuguesa ainda não tomou qualquer dose da vacina. O Norte vai à frente na corrida à vacinação, com um total de 626.873 doses administradas.

18h00 - Vacinação no Reino Unido em desaceleração, em dia com 2.379 novos casos. O Reino Unido registou 20 mortes e 2.379 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Governo britânico, que também tem vindo a notar um decréscimo de vacinas administradas. Embora a prioridade nas segundas doses possa explicar que a média de pessoas vacinadas com a primeira dose esteja em declínio desde meados do mês passado, nos últimos dias a média de pessoas imunizadas com a segunda dose também baixou.   

17h52 - Madeira vai experimentar cães na deteção de infetados no aeroporto. O Governo da Madeira está a desenvolver um projeto com recurso a cães farejadores para deteção de pessoas infetadas com SARS-CoV-2 no aeroporto, anunciou hoje o presidente do executivo, Miguel Albuquerque. "Estamos já a trabalhar em cooperação com os tratadores e, obviamente, será uma das áreas que estamos a desenvolver e que, em primeiro lugar, será, talvez, instalado no aeroporto", disse, indicando que o projeto está ainda em fase de ensaio.  

17h43 - Itália regista 7.767 novos casos de Covid-19 e 421 mortes.  De acordo com o relatório das autoridades de saúde italianas, desta terça-feira, dia 6 de abril, a taxa de infeções é agora de 6,9%. Nas últimas 24 horas, o país realizou 112.962 zaragatoas. Desde o início da pandemia, foram registados pelo menos 3.686.707 casos positivos de Covid-19 no País, 111.747 pessoas morreram e 3.019.255 recuperaram. 

17h38 - Surto em estaleiro de Alandroal sem ligação à comunidade e casos a descer. Um surto de Covid-19 num estaleiro das obras da nova ferrovia Sines-Caia colocou o concelho de Alandroal (Évora) acima do limiar de risco de incidência, mas os casos já estão "em regressão", revelou hoje o presidente do município. Em declarações à agência Lusa, o presidente da Câmara de Alandroal, João Grilo, indicou que os casos de infeção que existem atualmente no concelho "devem-se a um único surto", o qual "surgiu num dos estaleiros da obra" da ferrovia e "sem ligação à comunidade".  

17h27 - Espanha com 6.623 novos casos e 128 mortes nas últimas 24 horas. Espanha registou 6.623 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, elevando para 3.317.948 o total de infetados até agora no país, com os contágios a subir, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol. Os serviços de saúde também contabilizaram desde segunda-feira 128 mortes atribuídas à Covid-19, passando o total de óbitos para 75.911.

17h25 - Benefícios da vacina AstraZeneca superam riscos, diz OMS. A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite para os próximos dias uma "avaliação mais conclusiva". O diretor para os assuntos de regulação e pré-qualificação, Rogério Gaspar, disse hoje numa conferência de imprensa 'online' da OMS que a informação atual não estabelece nenhum vínculo entre a vacina e certos tipos de trombose, mas acrescentou há "dados a chegar todos os dias" e que a OMS está a analisá-los com a Agência Europeia do Medicamento (EMA).  

17h21 - Aumento da testagem? "Não se vê nenhum reforço significativo". Moisés Ferreira, deputado do Bloco de Esquerda (BE), criticou, esta terça-feira, a falta de testagem à população no âmbito do combate à Covid-19 no país. "Olhando para a evolução da testagem não se vê nenhum reforço significativo (à exceção do epifenómeno da testagem à comunidade educativa na altura da reabertura das escolas)", apontou o bloquista, numa reflexão partilhada nas redes sociais. 

17h14 - Restaurantes de luxo franceses apanhados com jantares secretos em plena pandemia. Um vídeo amador, feito por um jornalista do canal de televisão M6, deixou França em alvoroço. Nas imagens é possível ver membros da elite de Paris a usufruir de jantares secretos em restaurantes de luxo da capital, em visível desrespeito pelas restrições da Covid-19, implementadas no país. Na reportagem, que foi para o ar na passada sexta-feira, vê-se o jornalista, disfarçado, a entrar num dos restaurantes em causa. As persianas estão fechadas, mas o profissional é recebido por um 'garçon' de luvas brancas com todos os formalismos dignos deste tipo de espaços.

16h59 - Urgência de Torres Vedras sem receber doentes devido a caso suspeito. A urgência de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste (CHO) está sem receber doentes oriundos de ambulância, após o aparecimento de um caso suspeito de Covid-19, disse hoje a administradora. "Temos um doente suspeito de Covid-19 no Serviço de Observação e não podemos aceitar doentes mais graves até efetuarmos a desinfeção dos espaços da urgência e até testarmos os doentes que aí se encontravam, contactos próximos e profissionais de saúde", explicou a presidente do conselho de administração do CHO, Elsa Baião, confirmou à agência Lusa que a instituição hospitalar pediu hoje ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes para transferir para outras urgências doentes de ambulância.  

16h53 - Índia poderá retomar exportações da AstraZeneca até junho. A maior empresa fabricante de vacinas do mundo, com sede na Índia, anunciou que poderá reiniciar as exportações do fármaco desenvolvido pela AstraZeneca até junho, se as novas infeções de Covid-19 diminuírem no país. Contudo, numa entrevista à agência Associated Press, o líder da Serum Institute of Índia, Adar Poonawalla, advertiu que um aumento continuado de novos contágios com o novo coronavírus no seu país pode resultar em novos atrasos nas entregas das vacinas.  

16h36 . Gnabry testa positivo à Covid-19 e falha o Bayern Munique-PSG. O clube anunciou, em forma de comunicado emitido através das plataformas oficiais ao início da tarde desta terça-feira, que Sèrge Gnabry contraiu uma infeção pelo novo coronavírus. O internacional alemão é, assim, baixa certa nos planos de Hans-Dieter Flick para o encontro da primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões, diante do Paris Saint-Germain.

16h17 - Governo diz que Parlamento deve clarificar alterações aos apoios sociais. O Governo defendeu hoje que o Parlamento deve clarificar a alteração aos apoios sociais, já promulgada pelo Presidente da República e que o executivo decidiu enviar para o Tribunal Constitucional, sublinhando que esta implica uma mudança "estrutural" no sistema. A ideia foi defendida pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, e pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, durante uma audição parlamentar conjunta sobre a resposta económica e social à pandemia da Covid-19, realizada a pedido do PSD.  

15h57 - Pandemia evidenciou "violência cibernética contra as mulheres". "A pandemia deu visibilidade à violência cibernética contra as mulheres, pois intensificou a utilização da Internet e das tecnologias digitais na nossa vida quotidiana e os abusos cibernéticos ocorrem mais frequentemente", alertou Rita Basílio, investigadora da Universidade de Coimbra, que intervinha na conferência de alto nível organizada pela presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE) para celebrar o 10.º aniversário da assinatura da Convenção de Istambul.

15h48 - Comissão promotora do 25 de abril em contacto com autoridades para realizar desfile. A comissão promotora do desfile que assinala o 25 de Abril de 1974 está a realizar contactos com as autoridades para verificar se existem condições sanitárias para a celebração, devido à pandemia da Covid-19. A notícia foi avançada pelo jornal Diário de Notícias e confirmada hoje à Lusa pelo coronel Vasco Lourenço, presidente da Associação 25 de Abril, uma das entidades que constitui a comissão promotora do desfile, que em 2020 não se realizou por causa do contexto sanitário causado pelo novo coronavírus.  

15h37 - Presidente dos EUA antecipa meta de elegibilidade para vacinação. Joe Biden vai anunciar hoje que todos os adultos nos Estados Unidos estarão elegíveis para a vacina contra a Covid-19 até 19 de abril, dez dias antes da meta anterior. O país, que deu um grande impulso à sua campanha de vacinação, estão com mais de três milhões de injeções por dia em média nos últimos sete dias, de acordo com as autoridades.

15h24 - Espanha prolonga restrições para voos do Brasil e da África do Sul. O governo espanhol prolongou até 27 de abril as restrições em vigor aos voos provenientes do Brasil e da África do Sul, podendo apenas aterrar no país aviões com espanhóis ou residentes e também com passageiros em trânsito internacional. Os ministérios da Saúde e dos Transportes espanhóis recordaram numa declaração que esta é a quinta extensão da decisão tomada inicialmente em 02 de fevereiro último, que estabeleceu medidas excecionais para limitar a propagação e o contágio da Covid-19, através da limitação dos voos com estes dois países.

15h12 - Os concelhos com mais de 240 novos casos por 100 mil habitantes vão ter "fiscalização reforçada" pela GNR e PSP, anunciou o primeiro-ministro após a reunião com os presidentes desses municípios. Estão ainda previstas testagens massivas nas empresas com maior índice de contágio, bem como nas escolas. O primeiro-ministro esteve esta manhã reunido, por videoconferência, com presidentes dos municípios com mais de 240 casos de Covid-19 por 100 mil habitantes: Alandroal, Carregal do Sal, Moura, Odemira, Portimão, Ribeira da Pena e Rio Maior. O encontro durou cerca de três horas.

15h07 - Só 6% da população adulta totalmente vacinada. 14% com primeira dose. 6% da população adulta da União Europeia (UE) foi totalmente vacinada contra a Covid-19 até esta segunda-feira, enquanto 14,2% dos adultos europeus já receberam a primeira dose do fármaco, revelam dados hoje consultados pela Lusa. Por país, Portugal segue a tendência europeia e tem 6,4% da população adulta totalmente vacinada (com a segunda dose) e 15,2% com a primeira dose recebida.

15h00 - Boa tarde, iniciamos um novo acompanhamento da pandemia ao minuto. Pode recordar o anterior aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Internados voltam 'a descer'; Esplanadas? O aviso de Costa

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório