Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2022
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

AO MINUTO: Internamentos descem a pique; EMA aprova vacina da J&J

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Internamentos descem a pique; EMA aprova vacina da J&J

O boletim epidemiológico divulgado esta quarta-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) deu conta de 627 casos de Covid-19 e mais 18 mortes. No total, Portugal soma 812.575 contágios e 16.635 óbitos. O número de recuperados ascende a 744 mil. Os internamentos prosseguem o sentindo descendente registado nas últimas semanas

Face a este panorama cada vez mais positivo e com os hospitais longe da pressão a que estiveram sujeitos em janeiro e fevereiro, esta quinta-feira o Parlamento vai debater e aprovar a renovação do Estado de Emergência até dia 31 de março

Após a votação na Assembleia da República, o Governo vai reunir-se em sede de Conselho de Ministros para aprovar um plano de desconfinamento para o país, que será apresentado de seguida. Ao que tudo indica, será um plano faseado e diferenciado no que diz respeito à abertura de atividades. 

No entanto, o recente aumento do RT (o índice de transmissão do vírus) pode baralhar este plano de desconfinamento. 

Também hoje, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) decide a aprovação da vacina unidose desenvolvida pela farmacêutica Janssen, da Johnson & Johnson. A confirmar-se a sua aprovação será a quarta vacina a ser autorizada na União Europeia

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

15h36 - Boa tarde! Este registo termina aqui, mas pode continuar a acompanhar todas as incidências relacionadas com o novo coronavírus neste link. Mantenha-se seguro! 

15h24 - A vacina Pfizer/BioNTech é eficaz em 97% contra os casos sintomáticos e as formas graves de Covid-19, segundo um estudo em condições reais realizado em Israel e publicado hoje, que melhora os dados já conhecidos sobre as propriedades desta vacina. 

14h26 - As autoridades sanitárias da Polónia revelaram hoje que os contágios pela doença Covid-19 atingiram um novo máximo desde novembro, com 21.045 casos e 375 mortos em 24 horas, e quando o governo se prepara para anunciar novas restrições. 

14h11 - A Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou o boletim epidemiológico desta quinta-feira, que deu conta de 627 novos casos de Covid-19 e mais 18 mortos nas últimas 24 horas. Portugal totaliza 812.575 casos de contimanação por coronavírus e 16.635 vítimas mortais. O número de recuperados subiu para 744 mil. Os casos ativos voltaram a descer, e fixam-se em 51 mil

Verificou-se ainda uma diminuição significativa nos internamentos (menos 99 pessoas hospitalizadas face a ontem), que caíram para 1.102. Atualmente, há 273 pacientes nos cuidados intensivos

14h07 - O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, avançou hoje em Madrid que as atuais restrições nas fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha deverão ser prolongadas até à Páscoa por razões de luta contra a Covid-19. 

O responsável governamental reconheceu que "há uma evolução positiva" dos indicadores de luta contra a pandemia, tanto em Espanha como em Portugal, "que hoje tem dos níveis mais baixos na Europa".

"Espero que esta evolução se consolide permitindo depois reabrir, aquilo que todos desejamos, uma circulação com precaução, mas uma circulação plena entre Portugal e Espanha", afirmou Eduardo Cabrita.

14h04 - A 'task force' de cientistas comportamentais criada para apoiar o Governo com estudos sobre a pandemia de Covid-19 promete empenho na "reconstrução" da saúde dos portugueses e está muito confiante na missão, disse hoje à Lusa a sua coordenadora 

Margarida Gaspar Matos escusou-se a adiantar mais pormenores sobre a 'task force', argumentando que a equipa, "jovem e com experiência nacional e internacional em ciências do comportamento", está hoje em "dia de planeamento". 

14h02 - O governo de Boris Johnson saiu em defesa da vacina desenvolvida pela AstraZeneca em conjunto com a Universidade de Oxford. Londres não demorou a reagir aos anúncios de suspensão do uso da vacina em seis países europeus, que se juntaram à Áustria, o primeiro país a suspender a vacina da AstraZeneca após a morte de uma enfermeira dias depois de ser inoculada com a mesma.

“Fomos claros ao dizer que a vacina tanto é eficaz como é segura… e quando as pessoas forem chamadas para a receberem, devem fazê-lo com confiança. E na realidade, começamos a ver os resultados do programa de vacinação no Reino Unido em termos de um número menor de casos, o número de mortes e o número de internamentos”, sublinhou em declarações aos jornalistas o porta-voz do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

13h50 - O chefe da agência alemã de controlo de doenças, Lothar Wieler, disse hoje que as medidas para conter a propagação do novo coronavírus salvaram 100 mil vidas naquele país, desde o início da pandemia. 

13h24 - A Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou o uso da vacina da Johnson & Johnson na União Europeia, revelou o regulador através do Twitter. Esta é a quarta vacina a receber autorização para ser administrada nos Estados-membros. 

A vacina unidose foi desenvolvida pela Janssen, uma farmacêutica que é detida pela Johnson & Johnson. 

13h16 - Há mais um país que decidiu suspender o uso da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. A Noruega seguiu o exemplo da Áustria, da Dinamarca, da Letónia, Estónia, Lituânia e do Luxemburgo e também anunciou a suspensão da vacina da AstraZeneca. 

13h11 - A pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 2.621.295 no mundo desde dezembro de 2019, segundo o levantamento realizado pela agência de notícias AFP a partir de fontes oficiais até às 11h00. 

12h59 - Os Açores registaram 34 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, todos em São Miguel, depois de na quarta-feira não terem sido diagnosticados novos doentes na região, indicou hoje a Autoridade de Saúde Regional. 

12h55 - A Comissão Europeia apresentou hoje um pacote de quase 530 milhões de euros de apoio financeiro adicional ao abrigo do Fundo de Solidariedade da União Europeia (FSUE), incluindo mais de 55 milhões para Portugal

O pacote de ajuda - que carece de aprovação pelo Conselho da União Europeia (UE) e Parlamento Europeu - destina-se a contribuir para os esforços de 17 Estados-membros e três países candidatos na luta contra a pandemia da Covid-19. 

Portugal recebe a terceira maior verba (55.568.181 euros), cabendo a maior fatia (91,3 milhões de euros) a França, seguindo-se a Itália (76,2 milhões).

12h30 - O Governo dos Açores decidiu hoje levantar a cerca sanitária na vila de Rabo de Peixe, que vigorava desde 15 de janeiro, devido à Covid-19, mas aumentou as medidas de contenção no concelho da Ribeira Grande para "alto risco". 

12h09 - A Comissão Europeia prolongou hoje até ao final de junho o mecanismo de transparência e autorização para as exportações de vacinas contra a Covid-19, face aos "atrasos persistentes em alguns fornecimentos" para a União Europeia. 

11h46 - O Infarmed esclarece, esta quinta-feira, que não há evidência suficiente para o uso de ivermectina no tratamento e na prevenção da Covid-19

Na nota partilhada no portal da Autoridade do Medicamento, pode ler-se que estes fármacos "contendo ivermectina atuam como antiparasitários no tratamento da filariose, estrongiloidose e escabiose, profilaxia da recidiva da estrongiloidíase e na escabiose persistente ou escabiose". 

Contudo, o uso de ivermectina, refere o Infarmed, "continua a ser estudado em ensaios clínicos e os seus resultados serão acompanhados". 

11h39 - A Dinamarca suspendeu por precaução a utilização da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 devido a receios relacionados com a formação de coágulos sanguíneos nas pessoas vacinadas, anunciou hoje a autoridade sanitária do país. 

A suspensão acontece "após relatos de casos graves de formação de coágulos sanguíneos em pessoas que foram vacinadas com a vacina Covid-19 da AstraZeneca", indicou a Agência Nacional de Saúde, sublinhando que, "neste momento, não se pode concluir a existência de uma ligação entre a vacina e os coágulos sanguíneos".

11h27 - A Comissão Europeia reiterou hoje a importância de os planos de recuperação e resiliência que os Estados-membros devem apresentar até final de abril para aceder aos fundos refletirem os contributos de todas as partes interessadas participantes nas consultas públicas

10h58 - Vários produtos agrícolas, bens alimentares essenciais, estão a começar a escassear nos mercados de Díli, a capital de Timor-Leste, por dificuldades de fornecimento devido à cerca sanitária imposta devido à Covid-19, assunto que as autoridades já estão a resolver, segundo um responsável.

10h39 - A GNR pôs fim na terça-feira a um convívio ilegal de vários jovens na Mata Nacional do Bussaco, na Mealhada, no distrito de Aveiro, informou hoje aquela força militar. Segundo a GNR, foram elaborados cinco autos de contraordenação por infração às regras impostas pelo Estado de Emergência em vigor.

10h22 - O centro de crise anti-coronavírus russo referiu esta quinta-feira que foram diagnosticados 9.270 novos casos de infeção por coronavírus em 24 horas. Pelo terceiro dia consecutivo a Rússia reportou menos de 10 mil casos de contágio. Foram registadas mais 459 mortes.

Em termos globais, a Rússia soma nesta altura 4.360.823 casos e 90.734 vítimas mortais. O total de recuperados é de quase quatro milhões. 

9h53 - Depois da Áustria, mais cinco países suspenderam a administração da vacina da AstraZeneca. A Dinamarca, a Estónia, a Lituânia, a Letónia e o Luxemburgo seguiram o exemplo da Áustria e suspenderam a toma da vacina para darem tempo ao Comité de Avaliação dos Riscos em Farmacovigilância (PRAC) da EMA para conduzir uma investigação.

9h51 - A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) realizou mais de 10 mil testes em janeiro e fevereiro. O Campeonato de Portugal, terceiro escalão do futebol nacional, foi a competição com mais testes efetuados (3.078), seguindo-se o campeonato nacional de futebol feminino, os campeonatos nacionais de futsal masculino e feminino e a Liga Revelação.

9h20 - O Instituo Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) não confirmou esta quarta-feira que o RT tenha subido para 0,9, como anunciou o presidente do PSD, Rui Rio. Ao Jornal de Notícias o INSA referiu que só vai atualizar o valor esta sexta-feira. 

8h56 - As autoridades timorenses anunciaram hoje mais dois infetados com o novo coronavírus no município de Covalima e 12 em Díli, elevando para 36 os casos detetados na capital timorense, onde há já 12 focos da doença. 

8h30 - O Camboja reportou esta quinta-feira a sua primeira vítima mortal devido à Covid-19, mais de um ano depois da pandemia ter começado, adianta a Associated Press. O país está a enfrentar um surto que já infetou centenas de pessoas.

O Camboja acumula apenas 1.163 infeções causadas pelo SARS-CoV-2. 

7h58 - Portugal sai esta quinta-feira da lista vermelha da Suíça. A lista foi revista pelas autoridades suíças ontem, e Portugal já não consta da mesma. Isto significa que quem chegar hoje à Suíça, proveniente de Portugal, já não terá de ficar em quarentena. 

7h54 - Após ter regressado de Bruxelas, António Costa jantou esta quarta-feira com Marcelo Rebelo de Sousa. Segundo o Expresso, o desconfinamento foi a tónica dominante do repasto e o Presidente da República tentou travar a reabertura, nomeadamente do comércio. 

A subida do RT terá contribuído para esta iniciativa de Marcelo Rebelo de Sousa.

De acordo com a publicação, o jantar terminou sem que o Presidente da República ficasse com certezas sobre o que vai sair do Conselho de Ministros de hoje. 

7h51 - Faz hoje um ano que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a Covid-19  como pandemia, depois de confinamentos, fecho de escolas, comércio, adoção de teletrabalho, corrida às vacinas e milhões de mortes terem mudado o mundo que conhecíamos.

7h50 - A Amnistia Internacional (AI) lança hoje uma nova campanha global para pedir o acesso universal às vacinas contra a Covid-19, agora limitadas a um pequeno grupo de países, e que as farmacêuticas partilhem o seu conhecimento. 

7h48 - O presidente dos Estados Unidos da América considerou na quarta-feira que a aprovação do gigantesco pacote de estímulo económico que vai ajudar o país a ultrapassar a crise provocada pela pandemia é uma "vitória história" para os norte-americanos.

"Mal posso esperar para assiná-la [a legislação que regulamenta o pacote de estímulo económico] esta semana. Cada elemento do resgate dos EUA atende a necessidades reais", disse Biden, depois de uma visita a uma unidade destacada para a campanha de vacinação, em Washington.

7h47 - O confinamento prejudicou as competências motoras das crianças, segundo um estudo de investigadores da Faculdade de Motricidade Humana que defendem que este efeito deve ser compensado com mais aulas práticas de Educação Física no regresso à escola. 

7h45 - O México registou 699 mortes provocadas por Covid-19 e 6.674 infeções nas últimas 24 horas, informaram na quarta-feira as autoridades mexicanas. O país totaliza 192.488 óbitos e 2.144.558 casos confirmados.

7h44 - A Comissão de Saúde da China anunciou hoje que foram diagnosticados 11 casos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, todos oriundos do exterior. Desde o início da pandemia, 90.018 pessoas ficaram infetadas na China, tendo morrido 4.636 doentes. 

7h42 - A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, mais 326 mortes e 14.356 infetados por Covid-19. OS dados atualizados pelo Instituto Robert Koch indicam que em termos acumulados o país tem agora 72.810 vítimas mortais da doença e 2.532.947 casos.

7h40 - Joe Biden faz hoje o seu primeiro discurso à nação, em horário nobre, por ocasião do aniversário do confinamento para combater a pandemia de Covid-19. 

"O presidente falará dos sacrifícios que os norte-americanos fizeram no ano passado e das grandes perdas que as comunidades e famílias sofreram", disse segunda-feira a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki.

"O presidente falará do futuro, destacando o papel que os norte-americanos desempenharão na derrota do vírus e no regresso do país à normalidade", acrescentou.

7h39 - Os Estados Unidos registaram 1.455 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e 57.075 novos casos, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Desde o início da pandemia, os Estados Unidos acumularam 529.067 óbitos e 29.149.380 casos da doença.

7h37 - Bom dia! Iniciamos aqui um novo registo onde vai poder acompanhar as mais recentes incidências sobre o novo coronavírus. Para recordar as notícias da tarde de ontem, clique aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Desconfinamento 'a sair'. Testagem em todas as escolas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório