Meteorologia

  • 20 ABRIL 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

AO MINUTO: Costa informa partidos na 3.ª-feira sobre desconfinamento

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Costa informa partidos na 3.ª-feira sobre desconfinamento

Portugal registou esta segunda-feira mais 25 mortes relacionadas com a Covid-19 e 365 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor mais baixo desde 7 de setembro. Desde março de 2020, Portugal já registou 16.565 mortes associadas à covid-19 e 810.459 casos de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2.

Hoje os especialistas em saúde pública e políticos reuniram no Infarmed, para discutir os próximos passos no âmbito da pandemia, e o primeiro-ministro, António Costa, disse estar agora na posse de "ferramentas para ter um processo de decisão mais sustentado".

Quanto aos concelhos, não há, atualmente, nenhum em risco extremo. Confira aqui em que nível está o seu.

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de terça-feira. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h59 - Marcelo condecora médica e enfermeira e pede reforço do SNS. O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou hoje a médica Miroslava Gonçalves e a enfermeira Marta Lima Basto, no Dia Internacional da Mulher, e pediu um reforço permanente do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

23h28 - António Costa vai informar partidos de plano de desconfinamento na terça-feira. De acordo com a TVI, o primeiro-ministro vai amanhã reunir com os partidos políticos para os informar das principais linhas do plano de desconfinamento. A reunião deverá suceder-se à tomada de posse de Marcelo Rebelo de Sousa.

22h28 - Mais 987 mortos e 32.321 casos no Brasil nas últimas 24 horas. O Brasil somou 987 mortos e 32.321 casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 266.398 óbitos e 11.051.665 infeções desde o início da pandemia, informou hoje o Ministério da Saúde brasileiro.

Os números contabilizados hoje ficaram bem abaixo da média da semana anterior, quando foram batidos novos recordes de mortes e infeções. Contudo, o próprio Ministério da Saúde já explicou que essa diminuição é fruto de uma carência de recursos humanos ao fim de semana para testar e recolher os dados, sendo que estes acabam por ser consolidados às terças-feiras.

21h44 - Testes a acompanhantes no parto serão assegurados por hospitais. A Entidade Reguladora da Saúde (ERS) determinou que os estabelecimentos do Serviço Nacional de Saúde (SNS) que exijam testes à Covid-19 aos acompanhantes de partos devem assegurar a realização desses testes.

21h26 - Reguengos: Fiscalizações geram contraordenações e responsabilizam médicos. Foram esta segunda-feira reveladas as conclusões das fiscalizações levadas a cabo pelo Instituto da Segurança Social e pela Inspeção-Geral das Atividades em Saúde ao surto na Fundação Maria Inácio Vogado Perdigão Silva, em Reguengos de Monsaraz, onde morreram 18 pessoas infetadas com o novo coronavírus.

21h15 - Supremo dá 'luz verde' à contratação de enfermeiros estrangeiros. O Supremo Tribunal Administrativo (STA) indeferiu a providência cautelar interposta pela Ordem dos Enfermeiros que pretendia impedir a contratação de enfermeiros estrangeiros para o Serviço Nacional de Saúde (SNS), segundo decisão a que a Lusa teve hoje acesso.

21h00 - Madeira já administrou cerca de 28 mil vacinas. Cerca de 28.000 vacinas contra a covid-19 já foram administradas na Região Autónoma da Madeira desde 31 de dezembro, indicou hoje a Direção Regional da Saúde (DRS), referindo que 17.170 correspondem à primeira dose e 10.683 à segunda dose.

19h58 - Bolsonaro recusa confinamento e obrigar a população a ficar em casa. O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, recusou hoje decretar um 'lockdown' a nível nacional, frisando que não usará o seu Exército para "obrigar o povo a ficar em casa", naquele que é o pior momento da pandemia no país.

19h49 - França reporta mais de 5 mil casos e 360 óbitos nas últimas 24 horas. As autoridades sanitárias francesas reportam hoje 5.327 novos casos de infeção, elevando o número total, desde o início da pandemia, para mais de 3,9 milhões de casos confirmados.

18h41 - Investigador pede atenção no desconfinamento para evitar novas estirpes. O investigador João Paulo Gomes apelou hoje para uma "atenção redobrada" durante o processo desconfinamento no controlo dos aeroportos e fronteiras terrestres para evitar a introdução de novas variantes do SARS-CoV-2 no país.

18h30 - Alguns países "foram lentos" a reagir à declaração de emergência. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou hoje que alguns países reagiram lentamente à declaração de emergência sanitária global em janeiro de 2020, desperdiçando-se uma "janela de oportunidade" para evitar a pandemia de Covid-19.

17h54 - Espanha reporta 11.958 casos e 298 óbitos, incidência com ligeira descida. Ministério da Saúde espanhol reporta esta segunda-feira mais 11.958 casos de contágio e 298 óbitos associados à Covid-19, desde a última sexta-feira até ontem, domingo. A incidência de novos casos baixou para 142 por cada 100 mil habitantes.

17h29 - Itália ultrapassa as 100 mil mortes desde o início da pandemia. A Itália ultrapassou hoje a marca de 100.000 mortes devido à pandemia de Covid-19, um ano após o aparecimento da doença no país, anunciou o Ministério da Saúde.

17h28 - "Nunca estivemos tão perto de alcançar os nossos objetivos". O ex-ministro da Saúde faz um balanço positivo da reunião com os peritos no Infarmed sobre a evolução da pandemia no país.

17h08 - Este plano para desconfinamento prioriza custos sociais e económicos. A pneumologista e ex-secretária de Estado da Saúde Raquel Duarte apresentou hoje um plano para redução das medidas restritivas que prioriza as medidas com maiores custos sociais, mentais e económicos e com menor efeito na carga da Covid-19 em Portugal.

"O nosso objetivo foi priorizar as medidas de forma a refletir os critérios epidemiológicos, mas também os impactos sociais económicos e mentais", afirmou Raquel Duarte por videoconferência na reunião que juntou hoje investigadores e a classe política no Infarmed, em Lisboa.

16h53 - Reino Unido reduz mortes mas casos deverão subir com abertura de escolas. O Reino Unido registou 65 mortes e 4.712 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas, divulgou o Governo britânico hoje, que admitiu ser "inevitável" aumento de casos devido ao regresso às aulas.

16h48 - Moçambique regista mais cinco óbitos e 183 novos casos. Mais cinco pessoas morreram devido a complicações associadas à Covid-19 em Moçambique e outras 183 foram infetadas pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, anunciou hoje o Ministério da Saúde.

16h44 - Portugal Fashion é digital e dividido em momentos para evitar adiamento. O Portugal Fashion, no Porto, será digital e dividido em dois momentos, o primeiro, de 18 a 20 de março, só com vídeos já gravados, para evitar adiamento, por indicação das autoridades de saúde, o segundo, ainda a definir.

16h41 - A debandada de Díli horas antes do confinamento. Vários autocarros intermunicipais de Timor-Leste, conhecidos como 'biscotas', apinhados de pessoas que tentam sair de Díli horas antes da entrada em vigor do confinamento obrigatório e da cerca sanitária na capital, formavam hoje fila nos postos de controlo.

16h38 - Portugal segue alto em totais por milhão, desce em novos casos e mortes. Portugal desceu a pique no último mês nas listas dos países com mais novos casos de infeção pelo novo coronavírus e novas mortes, mas mantém-se entre os dez com mais casos e mortes totais por milhão de habitantes.

16h36 - Centenas de trabalhadores 'presos' em novo cruzeiro devido a surto. O novo cruzeiro da Royal Caribbean está, neste momento, atracado na Alemanha, com cerca de 500 trabalhadores impedidos de sair da embarcação após seis pessoas a bordo terem testado positivo para a Covid-19.

O 'Odyssey of the Seas', informa o Independent esta segunda-feira, está 'preso' no porto de Bremerhaven e ainda não há previsão para quando poderá iniciar o curso previsto. O cruzeiro estava a preparar-se para começar testes no mar antes de abrir portas aos turistas.

16h30 - Netanyahu prevê que Israel será "primeiro país a sair da crise" da Covid. O processo de vacinação corre de 'vento em popa' em Israel. Com uma população de 9,3 milhões de pessoas, cinco milhões já foram inoculadas com as vacinas para a Covid-19.Esta segunda-feira, o primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, previu que Israel será “o primeiro país a sair da crise” da Covid-19.

16h27 - Mais de 22,3 milhões já receberam a primeira dose no Reino Unido. O Governo britânico informou, esta tarde, que, até ao momento, 22,377.255 pessoas já receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 no Reino Unido. Ainda de acordo com Executivo 1,142.643 cidadãos receberam ambas as doses da vacina. No total, até esta segunda-feira, foram administradas 23.519,898 doses.

16h16 - Quase seis mil pessoas com vacinação completa no distrito de Bragança. Perto de seis mil pessoas já têm a vacinação completa contra a Covid-19 no distrito de Bragança, onde foram administradas mais de 23 mil vacinas, entre a primeira e as duas doses previstas, informou hoje a entidade responsável.

16h11 - Americanos vacinados podem reunir em espaços fechados. Os cidadãos norte-americanos que tenham imunização completa podem reunir em espaços fechados com pessoas na mesma condição, sem usar máscara ou observar as regras de distanciamento social, segundo reporta a imprensa, citando novas linhas de orientação das autoridades de Saúde do país. Quem estiver inoculado pode também encontrar-se com grupos de risco reduzido, ou seja, como o caso de avós vacinados que filhos e netos saudáveis.

16h08 - Bloquistas acusam Governo de perda de tempo e falta de estratégia. O deputado do BE Moisés Ferreira acusou hoje o Governo socialista de perder tempo sem preparar o desconfinamento da população devido à pandemia de Covid-19, designadamente uma estratégia de testagem maciça, após reunião de peritos e responsáveis políticos.

16h07 - Liberais lamentam quatro planos de desconfinamento e falta de de testagem. O presidente da Iniciativa Liberal lamentou hoje o surgimento de "quatro planos de desconfinamento" da população, em virtude da pandemia de Covid-19, e a ausência de uma estratégia de testagem maciça, após reunião de peritos e responsáveis políticos.

16h06 - PAN pede desconfinamento com "conta, peso e medida". O PAN defendeu hoje um desconfinamento "com conta, peso e medida", adequado à "realidade de cada região", e pediu ao Governo que divulgue mais informação para que os portugueses conheçam "o nível de risco em que se encontram".

15h37 - Grécia autoriza uso da vacina AstraZeneca em maiores de 65 anos. A Grécia e a Itália aprovaram hoje o uso da vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 em maiores de 65 anos, depois de recolherem dados que demonstram a fiabilidade do fármaco para proteger grupos de idade mais avançada.

15h36 - PEV concorda com desconfinamento, mas avisa que é preciso explicá-lo. Os Verdes disseram hoje que o Governo propôs um plano de desconfinamento, gradual e por vários níveis, com o qual o partido genericamente concorda, mas avisaram que é preciso explicá-lo bem às pessoas para ser cumprido.

15h35 - Há condições para desconfinamento "gradual, rigoroso e cauteloso". O PS considerou hoje que, face aos mais recentes indicadores epidemiológicos registados a nível nacional sobre a evolução da covid-19, estão reunidas as condições para que se inicie um plano de deconfinamento gradual, rigoroso e cauteloso.

15h34 - Especialista aponta alívio abaixo dos 60 casos por cem mil habitantes. O matemático Óscar Felgueiras defendeu hoje que o nível de incidência da covid-19 deve estar abaixo dos 60 casos por 100 mil habitantes para que as medidas de confinamento possam ser aliviadas.

15h33 -Violência contra mulheres israelitas aumentou 250% no contexto da pandemia. As queixas mensais de violência contra mulheres em Israel aumentaram 250% em 2020, num contexto de restrições devido à pandemia do novo coronavírus, divulgou hoje o jornal Haaretz, no Dia Internacional da Mulher.

15h32 - Iniciámos um novo registo. Para conferir as atualizações da manhã clique aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Mínimo de casos desde setembro; "Sinto-me com ferramentas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório