Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2021
Tempo
15º
MIN 5º MÁX 15º

Edição

Tentaram vender 50 milhões de máscaras inexistentes a governo estrangeiro

Dois homens do Texas foram acusados pelas autoridades norte-americanas por defraudarem um governo de outro país.

Tentaram vender 50 milhões de máscaras inexistentes a governo estrangeiro

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou dois homens do Texas de tentarem vender 50 milhões de máscaras inexistentes a um governo estrangeiro, segundo a BBC.

Paschal Ngozi Eleanya, de 46 anos, e Arael Doolittle, de 55 anos, defraudaram em mais de 317 mil dólares (cerca de 267 mil euros) um governo de um país que não foi identificado pelas autoridades norte-americanas.

A dupla negociou um preço de venda das supostas máscaras cinco vezes superior ao preço normal de venda definido pelos fabricantes. A acusação do Departamento de Justiça norte-americano adianta que os dois homens pretendiam lucrar 275 mil dólares (232 mil euros) com o negócio fraudulento.

As autoridades conseguiram impedir a concretização da venda, mas os documentos divulgados pelo tribunal indicam que o governo estrangeiro já tinha feito a transferência do pagamento.

Se forem condenados pela fraude, Eleanya e Doolittle podem enfrentar uma pena de até 25 anos de prisão e podem ter de pagar uma multa de até 250 mil dólares (211 mil euros).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório