Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 18º

Edição

ONU pede que se pense duas vezes antes de partilhar desinformação

As Nações Unidas vão lançar na quarta-feira uma "ação global" nas redes sociais para pedir aos cidadãos de todos os países que pensem duas vezes antes de partilhar desinformação através da Internet.

ONU pede que se pense duas vezes antes de partilhar desinformação

#Pledgetopause [promete fazer uma pausa, em português] é o lema da campanha, cujo arranque está marcado por António Guterres no vídeo que começa com um silêncio de cinco segundos.

"Durante a pandemia de covid-19 a informação errónea pode ser mortal. Faça uma promessa de fazer uma pausa e de ajudar a impedir a expansão da desinformação", afirma o secretário-geral da ONU, que irá espalhar esta mensagem através das suas páginas das redes sociais Twitter e Instagram, com a expectativa qeu seja replicado por "líderes políticos, influentes e cidadãos preocupados".

A ONU assegura, em comunicado, que a campanha se baseia "numa investigação que indica que uma pausa breve diminui significativamente a inclinação para compartilhar material impactante ou emotivo e, deste modo, reduz a expansão da desinformação".

A campanha faz parte de uma iniciativa do organismo internacional que começou em maio passado com o nome "verificado", cujo objetivo era difundir de maneira acessível informação sobre saúde, assim como histórias sobre solidariedade internacional acerca da covid-19.

Além disso, pretende "aumentar a alfabetização mediática para permitir os utilizadores das redes sociais detetar desinformação e evitar a sua transmissão".

#Pledgetopause, que se pode visitar na página da internet (www.takecarebeforeyoushare.org), pretende chegar antes do próximo ano a uma audiência de um milhão de pessoas.

Por sua parte, a vice-secretária-geral para a Comissão Global da ONU, Melissa Fleming, destacou que o combate à desinformação é fundamental na luta contra a pandemia da covid-19.

"A covid-19 não é só uma crise de saúde, mas também uma emergência de comunicação. Quando a desinformação se espalha, as pessoas perdem a confiança e muitas vezes tomam decisões que dificultam as respostas públicas e até mesmo põe em perigo a sua vida", disse Fleming.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório