Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

França e Alemanha em sintonia sobre "soberania" da Europa no Mediterrâneo

França e Alemanha partilham o mesmo propósito de "soberania e estabilidade europeias" no Mar Mediterrâneo, atualmente palco de tensões entre a Grécia e a Turquia, disse hoje o Presidente francês depois de uma reunião com a chanceler alemã.

França e Alemanha em sintonia sobre "soberania" da Europa no Mediterrâneo

"O nosso objetivo estratégico no Mediterrâneo Oriental é o mesmo: soberania e estabilidade europeias", disse Emmanuel Macron, citado pela agência France-Presse (AFP), depois de uma reunião com Angela Merkel na residência de verão dos chefes de Estado franceses, em Bormes-les-Mimosas, em França.

Macron sublinhou que todos os países têm a sua maneira "de fazer as coisas" e que cada nação tem "a sua história".

Contudo, tem de "haver uma complementaridade" com vista ao alcance de objetivos comuns, acrescentou o chefe de Estado francês.

Na quarta-feira, Emmanuel Macron tinha considerado que o homólogo da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, está a conduzir "uma política expansionista que mistura nacionalismo com islamismo" e que não é, por isso, "compatível com os interesses" da Europa.

As declarações do Presidente francês provinham de uma entrevista publicada na revista Paris Match, na qual Macron disse que Erdogan está a conduzir "uma política expansionista que mistura nacionalismo e islamismo, que não é compatível com os interesses europeus" e, por essa razão, "é um fator de destabilização".

"A Europa tem de ver as coisas de frente e assumir responsabilidades", explicitou Macron, acrescentando que não é "a favor da escalada" de tensões com Ancara, mas não acredita na "diplomacia impotente".

Erdogan descreveu como "pirataria" as atividades de países que se opõem à Turquia no Mediterrâneo.

A busca unilateral de hidrocarbonetos por parte de Ancara aumentou as tensões com países da União Europeia (UE), em particular com a Grécia, que reclama o território que está a ser explorado.

Erdogan também criticou, de forma subentendida, o Governo francês.

Paris anunciou na última semana que iria enviar dois navios de guerra e dois aviões para o Mediterrâneo oriental, em sinal de apoio a Atenas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório