Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2021
Tempo
11º
MIN 5º MÁX 15º

Edição

Marrocos regista mais casos numa semana do que em quatro meses

Marrocos somou em apenas uma semana mais casos de infeção por covid-19 do que nos últimos quatro meses, o que torna a situação atual "inquietante, embora não fora de controlo", disse o ministro da Saúde, Khalid Ait Taleb.

Marrocos regista mais casos numa semana do que em quatro meses
Notícias ao Minuto

20:35 - 27/07/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Nas declarações proferidas numa conferência de imprensa, o ministro da Saúde referia-se aos dados relativos à semana passada.

O Governo decidiu domingo à noite, e com apenas cinco horas de antecedência, pôr em quarentena oito grandes cidades, incluindo a mais populosa - com exceção da capital, Rabat - uma medida que durará pelo menos catorze dias, anunciou Taleb.

Desde a meia-noite de segunda-feira que não se pode entrar ou sair de Casablanca, Tânger, Tetouan, Fez, Marraquexe, Meknès, Setat e Berrechid, uma decisão que no domingo provocou engarrafamentos de vários quilómetros à entrada destas cidades.

O ministro também fez referência à Festa do Sacrifício, celebrada na próxima sexta-feira, e que todos os anos origina movimentos em massa de veículos e reuniões de família.

O festival não foi cancelado este ano porque "o agravamento da situação epidemiológica foi recente e muito rápido", justificou o ministro, em resposta àqueles que sugerem que o festival deveria ter sido suspenso, como foi feito com outras decisões impopulares, como o encerramento de mesquitas durante quatro meses.

No sábado foi atingido um número recorde de infeções num único dia, com 811 casos, um número que domingo caiu para 633 e hoje para 609.

O agravamento do número de infeções ocorreu precisamente após o Governo ter decretado, em 19 de julho, a transição de todo o país para a chamada "fase 3", com algum aligeirar das restrições de circulação, uma medida que foi parcialmente revertida no domingo, com o confinamento de oito cidades.

Segundo o ministro, o regresso ao confinamento total não está a ser, por enquanto, equacionado, "uma decisão difícil de tomar" tendo em conta as consequências negativas em todos os setores económicos, pelo que apelou à responsabilidade coletiva.

Marrocos regista 20.887 casos de novo coronavírus, havendo a registar 316 mortos e 16.553 doentes que recuperaram.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 649 mil mortos e infetou mais de 16,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em África, há 17.767 mortos confirmados em mais de 848 mil infetados em 54 países, segundo as estatísticas mais recentes sobre a pandemia naquele continente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório