Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Navio com destino a Cádis ancorado na Grécia com 20 casos

Um navio com mais de 300 pessoas, que rumavam a Cádis (Espanha), está ancorado perto do porto de Pireu, na Grécia, à espera de poderem desembarcar, depois de confirmados 20 casos de infeção do novo coronavírus a bordo.

Navio com destino a Cádis ancorado na Grécia com 20 casos
Notícias ao Minuto

19:43 - 01/04/20 por Lusa

Mundo Covid-19

A Organização Nacional de Saúde Pública Helénica (EODY, na sigla em inglês) fez testes aos 383 passageiros do navio - que foram separados por níveis de vulnerabilidade - e aguarda a confirmação se há mais infetados.

Segundo confirmou a Guarda Costeira grega à agência de notícias espanhola Efe, o navio pertence à empresa grega ANEK e foi contratado por uma empresa com sede em Malta para levar vários marinheiros para trabalharem em Cádis.

O navio partiu no dia 08 de março do porto de Cesme, na Turquia, e chegou no dia 14 daquele mês ao porto de Cádis, mas as autoridades espanholas não permitiram que ancorasse.

Por isso, o navio seguiu para Malta, onde só recebeu combustível, e depois para a Turquia, onde as autoridades só permitiram que desembarcassem cidadãos turcos.

O navio acabou por chegar no dia 21 de março a Pireu, em Atenas, onde, ancorado fora do porto, esperou os 14 dias de quarentena para entrar na Grécia.

No entanto, no passado sábado, foi declarado a bordo o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus que provoca a doença covid-19, o de um marinheiro suíço, de 72 anos.

Este e outro homem indonésio, de 34 anos, foram transferidos para um hospital universitário na capital grega.

Desde que o primeiro caso foi identificado, confirmou-se o contágio de 20 tripulantes, cujas nacionalidades são desconhecidas, e espera-se que o número de infetados aumente quando os resultados dos testes a outros passageiros forem conhecidos.

No navio, chamado Elefhterios Venizelos, viajam 34 tripulantes e 349 marinheiros de várias nacionalidades.

O vice-ministro da Proteção Civil grega, Nikos Jardalías, responsável pela gestão da pandemia, anunciou hoje à tarde, em conferência de imprensa, que estava em curso a organização da repatriação dos passageiros quando se identificou o primeiro contágio no navio.

De acordo com os dados mais recentes, na Grécia há 1.415 casos de covid-19, mais 81 do que na terça-feira, e já se registaram 50 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 870 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 44 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 172.500 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes e 8.251 casos de infeções confirmadas. Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório