Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Erupção do Vesúvio transformou cérebro de uma vítima em vidro

Cientistas dizem que esta é a primeira vez que se encontra um cérebro vitrificado, uma descoberta notável entre as vítimas da erupção do Vesúvio, uma vez que o tecido cerebral decompõe-se.

Erupção do Vesúvio transformou cérebro de uma vítima em vidro

Foram descobertos pedaços de vidro dentro da caveira de uma vítima da erupção do Monte Vesúvio, que aconteceu em 79 d.C.. 

O homem, que morreu em em Herculano, uma cidade vizinha da italiana Pompeia, tinha pedaços de um material preto e brilhante dentro da cavidade cerebral. Os cientistas acreditam que esse material é tecido cerebral que foi transformado em vidro, em consequências das altas temperaturas.

Pertencem  a um homem com cerca de 25 anos que foi encontrado de barriga para baixo numa cama, enterrado em cinza, nos anos 60. A cama estava num pequeno quarto e acredita-se que seja o caseiro de um edifício relacionado com o culto do imperador Augusto.

O homem terá morrido de forma instântanea, vítima das altas temperaturas, que poderia ser superiores a 500 graus dentro do quarto, e da toxicidade dos gases e cinzas expelidas pelo vulcão.

Notícias ao MinutoFotografia de um dos pedaços de material vitrificado© Reprodução Pier Paolo Petrono

As temperaturas eram tão extremas que o crânio e outros ossos do homem explodiram e ficaram esturricados, alguns deles exibindo sinais de vitrificação. A equipa de cientistas encontrou também uma massa sólida e de aspeto esponjoso em redor da cavidade torácica, que terá sido formada pelos pulmões e outros órgãos.

A descoberta, publicada esta quinta-feira no New England Journal of Medicine, é notável, uma vez que o tecido cerebral decompõe-se (é raramente encontrado) e não havia, até agora, registo de uma amostra vitrificada.

"Até à data, nunca foram encontrados restos de cérebro vitrificados", indicou ao Guardian Pier Paolo Petrono, antropólogo forense da Universidade de Nápoles Federico II e autor do estudo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório