Meteorologia

  • 25 JANEIRO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 14º

Edição

Presidente andaluz defende maior ambição para eurorregião

O chefe do Governo regional espanhol da Andaluzia, Juanma Moreno, que hoje assumiu a presidência da Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia, defendeu hoje que a plataforma deve ser mais ambiciosa e saber "jogar bem as suas cartas" na Europa.

Presidente andaluz defende maior ambição para eurorregião
Notícias ao Minuto

15:59 - 16/01/20 por Lusa

Mundo Juanma Moreno

"O caminho percorrido é longo, mas devemos ser mais ambiciosos, visto que esta eurorregião é dinâmica e está em constante crescimento", referiu na sua intervenção durante a cerimónia de transferência da presidência desta plataforma territorial do Algarve para a comunidade autónoma da Andaluzia.

Antevendo que a eurorregião tem um "futuro promissor", Juanma (Juan Manuel) Moreno sublinhou que é preciso "saber jogar bem as cartas na Europa", para apresentar "argumentos sólidos" com vista à concretização de projetos que desenvolvam o potencial da eurorregião em áreas menos exploradas.

Destacando o potencial marítimo internacional da área que apelida como o "triângulo estratégico do sul da Europa", Moreno sugeriu que é preciso desenvolver o setor, "sobretudo como porta de entrada de mercados com grande potencial de crescimento".

Segundo o governante, é preciso aproveitar o próximo quadro comunitário de apoios, entre 2021 e 2027, para "abrir novas etapas", sobretudo numa altura em que se assinalam 10 anos desde a criação da eurorregião.

O Centro Ibérico de Investigação e Combate aos Incêndios Florestais (CILIFO) foi um dos projetos que destacou durante a sua intervenção, sublinhando que pretende que seja um "organismo líder" na Europa.

Este projeto transfronteiriço, cuja candidatura foi aprovada em 2018 e cuja sede vai ser em Huelva, na Andaluzia, surgiu após os incêndios que assolaram Portugal em 2017 e tem como objetivo combater os fogos com base "num modelo 3.0", referiu.

"É uma nova forma de prevenir e combater incêndios mediante tecnologias como a monitorização por satélite, a cartografia digital ou o uso de drones", salientou Juanma Moreno.

Durante a cerimónia, o presidente cessante da eurorregião, o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Algarve, Francisco Serra, referiu que a estrutura marcou uma "nova etapa" nas relações entre as três regiões.

Lembrando que a cooperação transfronteiriça existe "há mais de 30 anos", sublinhou que a eurorregião, criada em 2010, permitiu uma "aproximação, enriquecimento social, cultural e económico" entre o Algarve, o Alentejo e a Andaluzia.

Segundo Francisco Serra, que presidiu à plataforma durante três anos, a eurorregião permitiu desenvolver "centenas de projetos conjuntos", notando que estes "podiam ter sido muitos mais, caso a dotação financeira fosse superior".

A Eurorregião Alentejo-Algarve-Andaluzia é uma estrutura apoiada pela União Europeia para que territórios vizinhos, pertencentes a diferentes países, avancem na cooperação transfronteiriça.

Esta foi a primeira viagem oficial a Portugal de Juanma Moreno e a terceira ao estrangeiro, depois das realizadas no ano passado a Marrocos e Bruxelas (Bélgica).

Na quarta-feira, o governante espanhol tinha estado em Lisboa, onde teve vários reuniões com membros do Governo e inaugurou, com o ministro do Estado, Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, o Fórum Empresarial Andaluzia-Portugal 2020.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório