Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Dinamarca quer dirigir missão da NATO para formar forças iraquianas

A Dinamarca está disponível para enviar 200 militares para o Iraque para dirigir, a partir do final de 2020 e durante um ano e meio, a missão da NATO de formação das forças daquele país, foi hoje anunciado.

Dinamarca quer dirigir missão da NATO para formar forças iraquianas
Notícias ao Minuto

14:58 - 26/11/19 por Lusa

Mundo NATO

A proposta vai ser apresentada numa reunião da organização, agendada para o início de dezembro, em Londres, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês, em comunicado hoje divulgado.

"Queremos fazer isto porque é uma tarefa importante que deve ser realizada no Iraque", explicou também a primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, no parlamento, durante uma sessão de perguntas e respostas do Governo.

A Dinamarca está presente no Iraque "e quer continuar a estar no futuro" pelo que propôs "à NATO assumir a liderança da operação atualmente conduzida pelo Canadá", acrescentou.

A NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte ou Aliança Atlântica) realiza, desde outubro de 2018, uma missão no Iraque, através da qual coloca naquele país cerca de 500 militares para aconselhar e treinar o Ministério da Defesa iraquiano na luta contra bombas artesanais, cooperação com civis, manutenção de veículos blindados e medicina militar.

O Canadá está a participar atualmente nessa missão mas a sua colaboração deverá ser concluída até ao final de 2020.

A contribuição dinamarquesa, que só será validada depois de votada pelo parlamento, consistirá no envio de 13 militares para as funções de supervisão e cerca de 70 para trabalhar com os helicópteros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório