Meteorologia

  • 09 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Irão começa a restaurar acesso à Internet de forma parcial

As autoridades iranianas estão a restaurar hoje o acesso à Internet, bloqueado desde sábado devido à vaga de protestos e distúrbios, mas de forma gradual e apenas em algumas zonas do país.

Irão começa a restaurar acesso à Internet de forma parcial
Notícias ao Minuto

14:31 - 21/11/19 por Lusa

Mundo Irão

O Conselho Supremo de Segurança Nacional, que ordenou o bloqueio, anunciou que a conexão das linhas fixas foi aprovada "para algumas áreas", indicou a agência semioficial Fars.

De acordo com a Fars, o acesso à Internet foi restaurado nas províncias de Hormozgan (sul), Kermanshah (noroeste), Arak (centro), Mashad (nordeste), Qom (centro) Tabirz (nordeste) e Bushehr (sul).

O bloqueio também foi suspenso em algumas zonas de Teerão, confirmou à agência noticiosa Efe um empregado de uma empresa vinculada ao Governo.

A plataforma NetBlocks, que supervisiona a conexão dos utilizadores e a censura na Internet, indicou na rede social Twitter que o bloqueio foi levantado "apesar de parcialmente".

"A conectividade nacional aumentou mais de 10%", assinalou o NetBlocks na última atualização, que anteriormente se tinha referido a um pequeno regresso da Internet até 8%.

As autoridades iranianas bloquearam o acesso à Internet para evitar a organização de protestos e a divulgação de vídeos dos distúrbios da repressão policial.

Segundo a Amnistia Internacional (AI), pelo menos 106 manifestantes morreram desde sexta-feira em 20 cidades, mas as autoridades iranianas consideraram esta contagem "especulativa e pouco fiável", sem emitirem um balanço próprio.

Os protestos, que degeneraram em distúrbios e adquiriram uma componente política contra o sistema teocrático do país, foram iniciados devido ao aumento do preço da gasolina entre 50% e 300%.

Na quarta-feira o Presidente Hassan Rohani proclamou a vitória sobre os distúrbios, apesar de permanecerem protestos e incidentes em algumas regiões, referiu a Efe.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório