Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 8º MÁX 13º

Edição

Três partidos formam aliança para eleger mais deputados anti-Brexit

Três partidos britânicos anti-Brexit, os Liberais Democratas, os Verdes e o partido nacionalista galês Plaid Cymru, formalizaram um pacto eleitoral hoje para evitar concorrer nos mesmos círculos eleitorais nas eleições legislativas de 12 de dezembro.

Três partidos formam aliança para eleger mais deputados anti-Brexit

Os partidos concordaram em apresentar apenas um candidato comum em 60 círculos eleitorais, dos quais 43 serão Liberais Democratas, 10 dos Verdes e sete do Plaid Cymru.

"Esta aliança vai ajudar a eleger mais deputados em favor da permanência na União Europeia", justificou a líder liberal democrata, Jo Swinson, que alegou estar a colocar o "interesse nacional acima" do seu próprio partido.

Também o líder dos nacionalistas galeses Adam Price salientou ser necessário "nestes tempos difíceis ter uma política de adultos" que privilegie o país antes dos partidos.

"O Brexit desejado pelos deputados conservadores seria um desastre para os cidadãos da Inglaterra e do País de Gales, bem como para a luta contra as alterações climáticas", salientou Sian Berry , co-líder dos Verdes.

Esta aliança, a que chamaram "United to Remain" [Unidos para Permanencer] implicou que alguns dos candidatos dos respetivos partidos se retirassem da corrida para favorecer um candidato que os partidos consideraram ter mais hipóteses de vencer naquele círculo eleitoral.

O pacto foi testado com sucesso em agosto na eleição parcial de Brecon e Radnorshire, onde Plaid Cymru e Verdes optaram por não concorrer e endossar a liberal democrata Jane Foods, que foi eleita deputada, derrotando o conservador Chris Davis por 1.425 votos.

O Partido Trabalhista decidiu excluir-se desta aliança, disse o deputado John McDonnell.

"Nunca vamos entrar em pactos, coligações ou acordos como esse. Nós vamos formar um governo", afirmou, durante um comício em Liverpool.

Liberais Democratas, Plaid Cymru e Verdes opõem-se à saída do Reino Unido da União Europeia (UE) e defendem um segundo referendo, embora os "Lib Dems" tenham admitido revogar a saída se tiverem maioria para formar governo.

O Partido Trabalhista defende a renegociação de um acordo que inclua uma união aduaneira com a UE e alinhamento em termos de legislação laboral e ambiental, o qual depois pretende submeter a um referendo com a opção de o país permanecer no bloco europeu.

O Partido Conservador, que quer uma saída ordenada com o acordo negociado pelo primeiro-ministro, Boris Johnson, em novembro, rejeitou uma aliança com o Partido do Brexit, que favorece uma rutura drástica com a UE.

As eleições legislativas de 12 de dezembro são vistas como uma forma de romper o impasse político no Reino Unido, que tinha previsto sair da UE a 31 de outubro, mas acabou por aceitar um novo prolongamento até 31 de janeiro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório