Meteorologia

  • 11 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Exército instaura estado de sítio na capital do Chile

O Exército chileno decretou no sábado o estado de sítio na capital do país, Santiago do Chile, devido à continuação dos distúrbios que afetam a cidade após a subida dos preços do metropolitano.

Exército instaura estado de sítio na capital do Chile
Notícias ao Minuto

06:00 - 20/10/19 por Lusa

Mundo Chile

"Tendo analisado a situação e os abusos ocorridos durante o dia de hoje [sábado] e tendo muito em conta a obrigação legal de proteger as pessoas e os seus bens, tomei a decisão de decretar a suspensão das liberdades pessoais de movimento através da instauração do estado de sítio", afirmou o general de divisão do Exército chileno Javier Iturriaga.

Esta medida impede a circulação de pessoas nas ruas de Santiago do Chile entre as 22:00 e as 07:00 locais, abarcando não só a cidade mas várias províncias e comunas limítrofes.

Os distúrbios que conduziram a esta decisão envolveram incêndios e saques ocorridos de novo no sábado, apesar de o Governo ter decretado o estado de emergência após os conflitos de rua registados na sexta-feira.

O Presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou no sábado no Palácio La Moneda, sede do Governo, a suspensão do aumento dos preços do metro de Santiago do Chile, mas o Exército considerou mesmo assim ser necessário instituir o estado de sítio.

Os protestos populares provocaram nos dois dias incêndios ou danos graves em dezenas de estações de estações do metro, assim como em numerosos autocarros dos transportes públicos.

Os primeiros protestos contra a decisão de subida de preços decretada pelo Governo ocorreram de forma pacífica na segunda-feira e com o passar dos dias foram subindo de intensidade até se radicalizarem a partir de sexta-feira

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório