Meteorologia

  • 21 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Detido fotojornalista do El País durante confrontos em Barcelona

A Polícia Nacional espanhola deteve um fotógrafo do jornal El País durante os confrontos que estão a ocorrer hoje à noite no centro de Barcelona entre grupos separatistas violentos e as forças de segurança, noticiou a agência Efe.

Detido fotojornalista do El País durante confrontos em Barcelona

O fotógrafo Albert García foi detido e algemado por polícias, anunciaram nas redes sociais o El País e vários jornalistas presentes no momento da detenção.

De acordo com a agência de notícias espanhola, vários vídeos foram publicados nas redes sociais a mostrar o momento da detenção do fotojornalista, algemado por dois polícias.

De acordo com alguns jornalistas presentes no momento da prisão de García, o repórter teria sido acusado de empurrar um polícia quando as forças policiais tentavam impedir que um dos manifestantes participasse dos confrontos no centro de Barcelona.

A Catalunha está hoje a cumprir um dia de greve geral para contestar a deliberação do Supremo Tribunal espanhol que condenou, na segunda-feira, os principais dirigentes políticos catalães envolvidos na tentativa de independência daquela comunidade autónoma espanhola a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão.

Cerca de 525.000 pessoas oriundas de toda a Catalunha concentraram-se hoje em Barcelona para participar na grande manifestação que reuniu várias "marchas pela liberdade".

Quinze estradas da rede principal da Catalunha, incluindo o acesso à fronteira com França, permaneciam cortadas hoje ao final da tarde, mas, ao longo do dia, foram mais de 20 as estradas cortadas, em alguns casos por barricadas incendiadas.

A cidade de Barcelona tornou-se, desde a noite de segunda-feira, cenário de confrontos entre polícias e manifestantes, que construíram barricadas, queimaram mobiliário urbano e pneus, fizeram fogueiras e atiraram pedras e petardos contra as autoridades.

Esta noite os confrontos entre os separatistas e a polícia aumentaram de violência, com barricadas e fogos ateados pelos radicais, ao que a polícia respondeu com balas de borracha, gás lacrimogéneo e canhões de água.

Nos últimos dias, grupos de jovens independentistas têm enfrentado a polícia de forma violenta nas ruas do centro da cidade, provocando estragos em montras, esplanadas, contentores e automóveis.

Entretanto, aumentou para 77 o número de pessoas feridas nos protestos, 52 das quais em Barcelona, segundo dados divulgados pelo Serviço de Emergência Médica.

Ao final do dia, o ministro do Interior em funções, Fernando Grande-Marlaska, anunciou que 207 agentes das forças de segurança tinham sido feridos nos distúrbios na Catalunha.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório