Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

As 10 piores catástrofes do século

Recorda-se de todas elas?

As 10 piores catástrofes do século

Assinala-se este domingo o Dia Internacional para a Redução de Catástrofes Naturais, uma data deliberada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1989 e que pretende chamar a atenção para a urgência de todos os Estados adotarem políticas que visem a prevenção e redução de danos causados por catástrofes naturais.

A este propósito, recordarmos as 10 piores catástrofes do século.

As projeções dos especialistas apontam para um aumento da frequência da intensidade e da frequência da ocorrência destes fenómenos extremos em todo o mundo. 

Terramoto no Haiti

Aconteceu em 2010 e causou mais 300 mil mortos. O terramoto principal atingiu magnitude de 7 e teve várias réplicas com magnitude de 5-6. Além das milhares de vítimas mortais, registaram-se outras centenas de milhares de feridos e desalojados.

Tsunami do sudeste asiático

Em 2014, um dia depois do Natal, vários tsunamis deixaram um rasto de destruição ao largo da costa do oceano índico. Morreram 230 mil pessoas.

Terramoto do Chile

Em 2010, um sismo de magnitude 8.8 no Chile causou mais de 500 mortos, sendo que a maioria da de Maule, a região mais afectada.

Tsunami do Japão

O Japão, que enfrenta agora um tufão que à data já causou pelo menos 25 mortos, foi abalado por um sismo de magnitude 9 e um tsumani que fizeram mais de 18 mil vítimas mortais.

Terramoto na China

Em 2008, um terramoto em Sichuan tirou a vida a cerca de 70 mil pessoas. Os danos materiais foram multimilionários.

Ondas de calor na Rússia

Os dados sobre o aumento da temperatura e as suas consequências na população são mais difíceis de quantificar, mas algumas fontes indicam que a onda de calor na Rússia em 2010 provocou a morte a milhares de pessoas.

Ondas de calor na Europa

Entre 2003 e 2019, vários países europeus, entre os quais França e Alemanha, registaram ondas de calor com temperaturas que marcaram níveis nunca registados nos últimos 150 anos. Algumas fontes indicam que as temperaturas elevadas causaram a morte a 30 mil pessoas na Europa.

Terremoto de Guyarat (Índia)

Ocorrido a 26 de janeiro de 2001, com epicentro a 9km de Chobari (Guyarat, Índia), o terramoto atingiu uma magnitude de 7.7. Provocou cerca de 20 mil mortos. 

Ciclón Nargis

Em 2008, um ciclone que se converteu numa onda gigante arrasou a costa da da Birmânia. Mais de 150 mil pessoas desapareceram e mais de 50 mil desapareceram. 

Furacão Katrina

Corria o ano de 2005 quando Nova Orleães, nos Estados Unidos, foi palco de um terrível furacão que tirou a vida a mais de 2 mil pessoas, além dos avultados danos materiais.  

A mensagem de Guterres

A propósito da data que este domingo se assinala, o secretário-geral da ONU, António Guterres deixou uma mensagem onde destacou as vantagens de se investir na prevenção aos desastres ambientais.

“Para cada dólar investido, seis dólares podem ser economizados. Isso significa que investir na resiliência ao clima cria empregos e poupa dinheiro”, apontou, mostrando-se confiante nas ações já desenvolvidas para combater as alterações climáticas. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório