Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

EUA. Uma em cada 16 mulheres foi violada na primeira relação sexual

Novo estudo realizado nos Estados Unidos questionou mulheres sobre primeira relação sexual com penetração. Resultados são chocantes.

EUA. Uma em cada 16 mulheres foi violada na primeira relação sexual

A primeira vez de mais de 3,3 milhões de mulheres norte-americanas foi forçada, seja pela via da força física ou coação psicológica. A conclusão é de um estudo com enfoque em 'iniciação sexual forçada', aplicado a mulheres entre os 18 e os 44 anos de idade.

O estudo foi publicado esta segunda-feira, 16 de setembro, na publicação médica JAMA Internal Medicine e esclarece que 'iniciação sexual forçada', conceito descrito pela Organização Mundial de Saúde como "uma primeira relação sexual não desejada que é fisicamente forçada ou sob coação", é uma forma de violência sexual.

"Sentimos que é correto descrever estas interações como violação", indicou a médica Laura Hawks, co-autora do estudo e investigadora na Harvard Medical School.

Os resultados do estudo indicam que 6,5% das mulheres avaliadas experienciaram uma primeira relação sexual não desejada que foi fisicamente forçada ou que aconteceu sob coação. Os investigadores concluíram que esta tendência "parece ser comum" e estimam atingir uma em cada 16 mulheres norte-americanas.

Metade das mulheres avaliadas pelo grupo de investigação afirmaram ter sido coagidas por um parceiro mais forte ou mais velho, cerca de 46% viram os seus movimentos restringidos através de força física. Em 56,4% dos casos, o parceiro usou pressão verbal. Já os casos de ameaças físicas foram registados em mais de 26% dos casos, com um ponto percentual a menos para os casos em que se registou efetivamente violência física.

Algumas investigações prévias, recorda a CNN, davam conta de que 40% das mulheres norte-americanas tinham experienciado, ao longo da vida, alguma espécie de violência sexual, sendo que metade destas falava de violação. Os autores deste estudo quiseram focar-se apenas nas primeiras experiências sexuais com penetração.

O estudo foi levado a cabo com recurso a dados referentes a um universo de 13,310 mulheres com idades entre os 18 e os 44 anos, representativas da população nacional americana dentro daquela faixa etária. Os dados foram recolhidos entre 2011 e 2017 pelo 'National Survey of Family Growth', inquérito estatístico realizado pelo Centro de Prevenção e Controlo de Doenças (CDC).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório