Meteorologia

  • 15 SETEMBRO 2019
Tempo
22º
MIN 21º MÁX 30º

Edição

O regresso às aulas no Iémen é o retrato de um país consumido pela guerra

A escola foi destruída e os combates entre a coligação liderada pela Arábia Saudita e os rebeldes houthis desenrolam-se ali perto, mas a educação continua a ser uma arma e por isso as aulas prosseguem.

O regresso às aulas no Iémen é o retrato de um país consumido pela guerra

É uma imagem bem diferente daquelas que costumamos ver no dia de regresso às aulas. No Iémen, numa sala de aula destruída e exposta, várias crianças estão sentadas a ouvir o seu professor. A fotografia captada pelo fotógrafo freelancer Ahmed Al-Basha para a AFP mostra o contraponto entre a calma de uma aula a decorrer e o cenário de caos e destruição provocado por uma guerra civil que já leva quatro anos.

Como o fotógrafo explica na sua página no Twitter, esta é uma das salas de aula da escola de Al-Wafa, na cidade de Taiz.

“A escola foi destruída pela guerra no Iémen e está próxima dos combates” que opõem a coligação liderada pela Arábia Saudita, que apoia o governo do Iémen, e os rebeldes houthis. Mas como salienta Ahmed Al-Basha, a “educação continua”.

Segundo a edição italiana da Vanity Fair, a guerra no Iémen matou pelo menos dez mil pessoas desde 2015 e fez cerca de 60 mil feridos. As Nações Unidas realçam que o Iémen enfrenta uma das piores crises humanitárias da história e as crianças são as principais vítimas do conflito.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório