Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
24º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

Ex-presidente do Peru Alejandro Toledo detido nos EUA

O antigo presidente peruano Alejandro Toledo, que enfrenta acusações de corrupção no seu país, foi detido nos EUA depois de um pedido de extradição, informaram hoje autoridades dos dois países.

Ex-presidente do Peru Alejandro Toledo detido nos EUA
Notícias ao Minuto

21:49 - 16/07/19 por Lusa

Mundo Peru

O serviço dos Marshalls dos EUA deteve Toledo, apresentando-o depois ao juiz Thomas S. Hixson, do norte da Califórnia. Este ordenou que seja mantido em custódia até ao seu interrogatório na sexta-feira, informou a porta-voz do Departamento de Justiça, Nicole Navas.

A ida de Toledo ao tribunal é "parte do processo conducente à garantia do seu regresso" ao Peru, escreveu o serviço da procuradoria-geral peruana, na sua conta na rede social Twitter.

O ex-Presidente é pretendido pela justiça peruana, sob acusações de ter recebido 20 milhões de dólares (17,8 milhões de euros) em "luvas" da Odebrecht, uma empresa de construção brasileira que tem estado no centro do maior escândalo de corrupção da América Latina.

A Odebrecht já admitiu ter pagado 800 milhões de dólares a dirigentes políticos e funcionários públicos da região para obter lucrativos contratos de obras públicas.

Heriberto Benitez, advogado de Toledo em Lima, afirmou à estação local de rádio RPP que iria procurar mostrar que o ex-Presidente é vítima de perseguição política no Peru.

Toledo, que nega qualquer má prática, foi chefe de Estado entre 2001 e 2006 e tem vivido no Estado da Califórnia nos últimos anos.

Até 2017 tem dado aulas na Universidade da Califórnia, em Stanford, se bem que esta tenha garantido que ele não é pago.

Em março, o serviço do xerife do condado de San Mateo revelou que Toledo tinha sido detido por suspeitas de embriaguez em público.

O escândalo Odebrecht também atingiu as carreiras de outros antigos presidentes peruanos, que estão sob investigação.

Em abril, o ex-presidente Alan Garcia suicidou-se com um tiro na cabeça quando agentes policiais se preparavam para o deter durante uma investigação ligada ao escândalo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório