Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Cientista norte-americana encontrada morta em bunker da II Guerra Mundial

Suzanne Eaton estava na ilha grega de Creta para uma conferência.

Cientista norte-americana encontrada morta em bunker da II Guerra Mundial

O corpo da cientista norte-americana Suzanne Eaton foi encontrado dentro de um bunker da Segunda Guerra Mundial na ilha grega de Creta. A mulher estava desaparecida há mais de uma semana depois de ter ido correr, sendo que terá morrido sufocada, segundo confirmou a polícia à BBC.

A bióloga molecular, de 59 anos, trabalhava no reconhecido Max Planck Institute na Alemanha e tinha viajado para a ilha para assistir a uma conferência.

O corpo foi encontrado num terreno rugoso e rochoso dentro do bunker abandonado a cerca de 10 quilómetros de onde tinha sido vista pela última vez, revelaram as autoridades.

Suzanne tinha sido dada como desaparecida a 2 de julho e foi lançado um enorme esforço de buscas para a tentar encontrar. O corpo só foi descoberto seis dias depois por dois habitantes locais que exploravam o local, que contém um sistema de caves feitas à mão usadas pelos nazis durante a ocupação de Creta.

A imprensa local dá ainda conta de que a autópsia forense que foi realizada permitiu descobrir apenas que a cientista tinha morrido sufocada, mas sem mais nenhuma indicação de trauma. Mas a linha de investigação da polícia pretende perceber se Suzanne foi morta dentro do bunker ou se foi movida para lá já sem vida, pois o corpo foi descoberto enrolado num saco de pano, o que levou a que as autoridades gregas concluíssem que se tenha tratado de um homicídio.

A família da cientista, amigos e colegas tinham criado uma página de Facebook onde era oferecida uma recompensa de 50 mil euros por informação do seu paradeiro.

 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório