Meteorologia

  • 17 JUNHO 2019
Tempo
16º
MIN 14º MÁX 17º

Edição

EUA lançam vídeo que dizem ser de iranianos a retirar mina de petroleiro

Teerão nega responsabilidades em ataques a petroleiros.

As autoridades norte-americanas divulgaram um vídeo que dizem ser de militares iranianos a retirar mina de petroleiro.

Recorde-se que dois petroleiros, um norueguês e um japonês, foram na quinta-feira alvo de um ataque no mar de Omã, em pleno Golfo, uma região já sob tensão devido à crise entre os Estados Unidos e o Irão.

Esta sexta-fera, o departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou um vídeo que alega mostrar uma embarcação militar iraniana a aproximar-se do Kokuka Courageous, o petroleiro de origem japonesa, no Golfo de Omã.

Segundo os EUA, o vídeo mostra militares iranianos a retirar uma mina que tinha sido posta no exterior do petroleiro. Como realça o The Guardian, embora tal não seja afirmado diretamente, as autoridades norte-americanas deixam 'no ar' a ideia de que em causa estaria uma possível eliminação de provas.

Um navio de patrulha dos Guardiães da Revolução, uma tropa de elite do Irão, aproxima-se do navio japonês e retira a mina, descreveu o porta-voz do comando central norte-americano, Bill Urban. As autoridades iranianas negam as acusações.

O vídeo divulgado pelos Estados Unidos permite ver um barco de pequenas dimensões a aproximar-se do petroleiro.  De seguida, alguém na proa do barco se levanta e parece retirar um objeto do petroleiro. As imagens, infelizmente, são pouco níticas, a preto e branco e filmadas à distância.

Mike Pompeo, o secretário de Estado norte-americano, acusa Teerão de ser responsável, acusações essas que surgem na sequência de meses de pressão por parte de Washington, cuja administração de Donald Trump se opõe ao acordo nuclear acordado ainda no tempo do seu antecessor, Barack Obama.

O Washington Post nota que os incidentes envolvendo petroleiros ocorridos esta semana têm semelhanças com outros alegados atos de sabotagem contra petroleiros perto de um porto dos Emirados Árabes Unidos, no passado mês de maio.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório