Meteorologia

  • 19 MARçO 2019
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 12º

Edição

O "unico caminho" para saída com acordo, segundo Jeremy Hunt

O ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, Jeremy Hunt, defendeu hoje em Berlim que alterações vinculativas à solução para a Irlanda do Norte são o "único caminho" para evitar uma saída do Reino Unido da União Europeia (UE) sem acordo.

O "unico caminho" para saída com acordo, segundo Jeremy Hunt
Notícias ao Minuto

10:49 - 20/02/19 por Lusa

Mundo Brexit

"Este é realmente o único caminho para sair desta situação", disse Jeremy Hunt, durante um discurso na Fundação Konrad-Adenauer, acrescentando: "Eu acho que o problema com uma extensão [do prazo de 29 de março] é que não resolveria nada".

Hunt considera que nas últimas semanas ficou claro que é possível conseguir uma maioria parlamentar para passar o Acordo de Saída fazendo "uma mudança simples, mas importante ao 'backstop' da Irlanda do Norte".

O principal, vincou, é que o procurador-geral britânico, Geoffrey Cox, precisa de mudar a sua análise jurídica ao texto, a qual concluiu que o Reino Unido poderá ficar sujeito às obrigações do atual 'backstop' e "preso na união aduaneira, para sempre, contra a sua vontade".

"Essa é a questão com a qual os parlamentares têm problemas, por isso este é realmente o único caminho de sair desta situação", vincou.

Esta tarde, Hunt vai encontrar-se com o homólogo alemão, Heiko Maas, seguindo-se uma conferência de imprensa conjunta.

A saída do Reino Unido da União Europeia está marcada para 29 de março, fim do prazo de dois anos previsto no artigo 50.º do tratado europeu para o processo de negociações.

O governo precisa de uma maioria de votos no parlamento ratificar um acordo que garanta uma saída ordenada do bloco europeu, mas o texto negociado com Bruxelas foi rejeitado em 15 de janeiro por uma margem de 230 votos, incluindo 118 deputados do partido Conservador.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, vai reunir-se também hoje com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, com a esperança de conseguir as alterações ao acordo de saída britânica da União Europeia.

Atualmente, a solução prevista para a fronteira da Irlanda do Norte, conhecida por 'backstop, determina que, se não estiver concluído um novo acordo comercial após o período de transição, no final de 2020, o Reino Unido fica numa união aduaneira europeia com a UE e a Irlanda do Norte fica sujeita a certas regras do mercado único.

A fronteira aberta para a livre circulação de pessoas, bens e serviços é um compromisso assumido nos acordos de paz para o território assinados em 1998 pelos governos britânico e irlandês, no âmbito da União Europeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório