Meteorologia

  • 15 NOVEMBRO 2019
Tempo
MIN 8º MÁX 13º

Edição

"Não entra qualquer um em nossa casa, não entrará qualquer um no Brasil"

Presidente brasileiro recorreu às redes sociais para reagir às notícias que dão conta da saída do país do Pacto Global para a Migração.

"Não entra qualquer um em nossa casa, não entrará qualquer um no Brasil"

Foi esta terça-feira noticiado que o governo brasileiro comunicou à Organização das Nações Unidas a saída do Brasil do Pacto Global para a Migração. Esta quarta-feira, o perfil de Twitter de Jair Bolsonaro confirma a decisão com a publicação de uma citação do presidente.

"O Brasil é soberano para decidir se aceita ou não migrantes. Quem porventura vier para cá deverá estar sujeito às nossas leis, regras e costumes, bem como deverá cantar o nosso hino e respeitar a nossa cultura", refere Bolsonaro.

"Não é qualquer um que entra em nossa casa, não será qualquer um que entrará no Brasil via pacto adotado por terceiros. Não ao pacto migratório", acrescentou.

Recorde-se que o Brasil tinha aderido ao pacto da ONU sobre as migrações em dezembro, no final do mandato de Michel Temer. Na terça-feira, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil terá pedido aos diplomatas brasileiros para comunicar a saída às Nações Unidas.

"Informem, por nota, respectivamente o secretário-geral das Nações Unidas [António Guterres] e o director-geral da Organização Internacional de Migração [António Vitorino], (...) que o Brasil se dissocia do Pacto Global para Migração Segura, Ordenada e Regular", escreve o documento que oficializa o pedido, divulgado pela BBC Brasil.

O Brasil junta-se assim aos cinco país que não assinaram o pacto: Estados Unidos, Hungria, Austrália, Itália e Israel.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório