Meteorologia

  • 17 OUTUBRO 2019
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 23º

Edição

França ativou "o plano urgência atentado", diz ministro do Interior

O ministro do Interior falou ao país ao início da madrugada desta quarta-feira, fazendo ainda um balanço das operações em Estrasburgo.

França ativou "o plano urgência atentado", diz ministro do Interior

A cidade de Estrasburgo está a ser escrutinada ao pormenor pelas autoridades que continuam a operação para localizar o atirador que abriu fogo ao início da noite desta terça-feira num mercado de Natal

Em conferência de imprensa já na madrugada desta quarta-feira, Christophe Castaner, o ministro do Interior, frisou que a cidade tem "a segurança reforçada" e o país ativou "o plano urgência atentado" com controlos mais rígidos nas fronteiras. 

Ainda durante as declarações aos jornalistas, o ministro reiterou que o autor do tiroteio foi por duas vezes intercetado pelas forças de segurança, acabando por conseguir fugir. Trata-se de "um homem perigoso conhecido pelas autoridades francesas e alemãs". 

No local está montada uma verdadeira 'caça ao homem', com a investigação a ser conduzida pela equipa antiterrorista que colabora com a Polícia Judiciária. Conforme realçou Castaner, há "atualmente 350 agentes nas ruas, dois helicópteros, 100 agentes da polícia e também soldados militares". Estão igualmente disponíveis "células de atendimento psicológico para quem foi afetado pelo tiroteio". 

Nesta quarta-feira, apesar de estar previsto o encerramento de mercados e equipamentos culturais, as escolas "vão ser abertas", sendo que "os pais devem ter o cuidado de ir buscar e levar as crianças", sugeriu, acrescentando que "os que quiserem podem mantê-las em casa". Para permitir que "as forças de segurança se consigam mobilizar totalmente", serão ainda proibidas as manifestações pelos autarcas de cada região.  

Durante o dia irá prosseguir a investigação, com "recursos reforçados", estando previsto "um controlo mais intenso em mercados deste género em toda a França para garantir a segurança", enfatizou. 

O ministro do Interior aproveitou ainda para "agradecer a mobilização dos bombeiros, serviços municipais e também das autoridades em torno deste esforço". Rematou ainda referindo que os seus pensamentos "estão com as vítimas e os seus familiares".  

Durante a conferência de imprensa, foi ainda revisto em baixa o número de mortes. Dados oficiais divulgados pelo ministro dão conta de três mortos, sendo que ao longo da noite chegou a ser avançado o número de quatro vítimas mortais. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório