Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2018
Tempo
19º
MIN 19º MÁX 19º

Edição

Turquia condena britânico a prisão por ligações a milícia curda

Um tribunal turco condenou a sete anos e meio de prisão um britânico detido em 2017 e acusado de ligações a uma milícia curda que a Turquia considera terrorista, noticiou na sexta-feira uma agência privada turca.

Turquia condena britânico a prisão por ligações a milícia curda
Notícias ao Minuto

18:11 - 15/09/18 por Lusa

Mundo Justiça

Joe Robinson, 25 anos, foi considerado culpado de pertencer a uma organização terrorista por um tribunal de Aydin, no oeste da Turquia, segundo a agência DHA.

O britânico foi detido em julho de 2017 em Aydin, onde passava férias com a namorada, depois de ter publicado fotos em que aparecia de camuflado ao lado de combatentes das YPG, milícias curdas da Síria apoiadas pelos Estados Unidos, mas consideradas terroristas pela Turquia.

Robinson esteve detido preventivamente até novembro, altura em que foi autorizado a aguardar julgamento em liberdade.

O britânico não esteve em tribunal "por razões de saúde", mas a sua defesa anunciou a intenção de recorrer, segundo a DHA.

A namorada de Robinson, Mira Rojkan, de nacionalidade búlgara, também foi detida em julho, mas foi rapidamente posta em liberdade condicional.

Também julgada na sexta-feira, foi condenada a um ano, dez meses e 15 dias de prisão por "propaganda terrorista". Segundo a DHA, a mulher está atualmente em Inglaterra.

Joe Robinson, de acordo com a imprensa britânica, é um antigo soldado que esteve nomeadamente no Afeganistão, em 2012, e que em 2015 passou cinco meses na Síria com as YPG para combater o grupo extremista Estado Islâmico.

Ao regressar ao Reino Unido foi detido, por suspeita de ligações a grupos terroristas, mas libertado sem acusações.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório