Meteorologia

  • 14 NOVEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 12º

Edição

Indiciados 12 russos por ataque informático durante eleições dos EUA

O Departamento de Justiça norte-americano acusou 12 agentes dos serviços secretos russos suspeitos de terem atacado o Comité Nacional do partido Democrata.

Indiciados 12 russos por ataque informático durante eleições dos EUA
Notícias ao Minuto

17:50 - 13/07/18 por Fábio Nunes 

Mundo Departamento Justiça

Os Estados Unidos indiciaram 12 agentes dos serviços secretos russos pelo ataque informático durante as eleições presidenciais de 2016, avança a BBC. Na sequência da investigação feita pelo procurador especial Robert Mueller, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos indiciou estes 12 russos pelos ataques cibernéticos à campanha de Hillary Clinton e ao partido Democrata. 

Rod Rosenstein, assistente do Procurador-Geral, disse que os 12 agentes russos agora indiciados são acusados de terem enviado 'phishing' emails e de terem usado software com vírus nos ataques. 

De acordo com a acusação, os ataques informáticos começaram em março de 2016. Os alvos foram as contas de emails dos voluntários e funcionários da campanha de Hillary Clinton. 

Rosenstein revelou que os 12 russos acusados estiveram em contacto com vários cidadãos norte-americanos durante esta alegada tentativa de influenciar o desfecho das presidenciais. No entanto, não há qualquer indicação de que um cidadão norte-americano tenha cometido algum crime. 

Os 12 suspeitos conseguiram hackear a rede de computadores do Comité  do Congresso Democrata e o Comité da Campanha Nacional Democrata. 

"Sabemos que o seu objetivo era ter um impacto nas eleições. O impacto que tiveram, qual a sua motivação, independentemente do que seja necessário para provar este crime, é mera especulação. Essa não é a nossa responsabilidade", afirmou Rod Rosenstein, que acrescentou que o presidente Trump foi informado destas acusações no início da semana.

No total, já foram indiciadas 34 pessoas na sequência da investigação de Mueller. Nenhuma das acusações alega que a equipa de Trump colaborou com a Rússia para interferir com a campanha presidencial.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório