Meteorologia

  • 21 JULHO 2018
Tempo
26º
MIN 25º MÁX 26º

Edição

Telemóveis vão ser proibidos nas escolas francesas

Medida foi anunciada pelo ministro francês da educação, Jean-Michel Blanquer, que fala em “medida de desintoxicação” perante obsessão dos jovens com os telemóveis.

Telemóveis vão ser proibidos nas escolas francesas
Notícias ao Minuto

16:01 - 07/06/18 por Notícias Ao Minuto

Mundo França

Os telemóveis vão passar a ser proibidos nas escolas francesas, na sequência de uma nova lei apresentada pelo ministro francês da educação, Jean-Michel Blanquer, que considera a proposta “uma medida de desintoxicação” no combate contra as distrações nas aulas e contra o bullying.

“Os telemóveis são um avanço tecnológico, mas não podem monopolizar as nossas vidas”, disse Blanquer ao canal televisivo LCI, citado pela Reuters.

“Não consegues encontrar um caminho no mundo da tecnologia se não souberes ler, escrever, contar, respeitar os outros e trabalhar em equipa”, acrescentou ainda o ministro francês da educação.

A medida terá de ser aprovada pela Assembleia Nacional, onde o partido do presidente francês, Emmanuel Macron, tem maioria. O objetivo é que a nova lei seja aprovada antes do início do próximo ano letivo, em setembro.

Os apoiantes da nova lei afirmam que o uso de telemóveis por parte de crianças e adolescentes aumentou o bullying online, facilitou o acesso a pornografia e criou obstáculos na interação pessoal entre os jovens. Para além disso, denunciam a obsessão com o mundo digital, em particular com as marcas da moda.

De acordo com a Reuters, que cita o documento apresentado por Jean-Michel Blanquer, mais de 90% dos jovens com 12 ou mais anos de idade têm um telemóvel em França.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.