Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2020
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Será que a pílula anticoncecional modifica a forma do corpo?

O infame e popular medicamento já foi responsabilizado por poluir oceanos, destruir casamentos e reduzir a libido e ainda rotulado por ser uma conspiração de uma sociedade dominada pelo patriarcado e machista.

Será que a pílula anticoncecional modifica a forma do corpo?

Ainda assim, para muitas mulheres, uma das acusações mais desanimadoras relativamente à pílula é que esta poderá engordar.

A verdade, é que o aumento de peso é o efeito colateral mais relatado por quem toma a pílula combinada - o tipo mais comum, que contém estrogénio e progesterona sintéticos, como relata a BBC.

Mas após décadas de pesquisa, ainda não há evidências conclusivas de que essa seja uma consequência real.

A maior revisão académica realizada até hoje, que examinou 49 estudos sobre a pílula combinada, constatou que "não há nenhum grande efeito evidente", mas adverte que ainda não foram conduzidas pesquisas suficientes para se ter certeza.

Os investigadores apuraram que tal é verdade independentemente do tipo de progesterona presente na pílula combinada. Outros estudos que analisaram pílulas só de progesterona encontraram, de maneira semelhante, poucas evidências sobre o controverso efeito.

Maria Gallo, endocrinologista da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, e coautora da revisão académica, acredita que a crença de que a pílula engorda está relacionada a uma tendência natural do ser humano. As pessoas são especialistas em identificar padrões ao seu redor, mesmo onde eles não existem.

O fenómeno cognitivo, conhecido como apofenia, é a razão pela qual identificamos rostos, animais e outras formas curiosas nas nuvens, ou nos preocupamos com os números que foram sorteados em concursos passados do Euromilhões.

Somos particularmente suscetíveis à apofenia se estivermos inclinados a ver um determinado resultado - como ganhar peso após começar a tomar um novo medicamento.

"É a mesma razão pela qual existe a ideia de que as vacinas podem fazer mal à saúde", explica Maria Gallo. "Se a oferecer a toda população, haverá pessoas que apresentam problemas de saúde, sejam ligados à vacina ou não."

No caso da pílula, a endocrinologista ressalta que as pessoas ganham em geral pouco mais de meio quilo por cada ano durante a maior parte das suas vidas, a contar a partir do início da idade adulta - o que, aliás, é quando a maioria das mulheres começa a usar métodos contracetivos.

Aliás, a especialista alerta que em alguns casos pode ser de facto reconfortante apontar a pílula como ‘vilã’, em vez de admitir um eventual consumo excessivo de calorias. No ano passado, um estudo identificou a falsa perceção de ganho de peso em mulheres nas quais foi colocado o implante anticoncepcional.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório