Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 21º

Edição

Homens que vivem nestas ruas "mais propensos a serem um fracasso na cama"

Homens que vivem em estradas principais apresentam uma “maior propensão para serem um fracasso na cama” devido à presença elevada na atmosfera de agentes poluentes provenientes de fumos de escape, sugere um novo estudo.

Homens que vivem nestas ruas "mais propensos a serem um fracasso na cama"

Testes realizados em ratos com o intuito de analisar os efeitos dos fumos de escape dos veículos nas ereções detetaram uma redução do fluxo sanguíneo nos genitais e uma menor capacidade pulmonar nos bichos.

Os investigadores extrapolam agora que os indivíduos que vivem em estradas principais apresentam igualmente uma maior probabilidade de sofrerem de falta de virilidade na intimidade.

A exposição à poluição mostrou impactar negativamente na circulação sanguínea nos genitais dos roedores.

Mais ainda, os gases nocivos reduziram a sua capacidade pulmonar, o que significa que há uma maior probabilidade de ficarem ofegantes e com falta de ar aquando da realização de atividades físicas intensas...

Os cientistas compararam a performance sexual dos roedores expostos a vários tipos de emissões poluentes nocivas.

Três grupos respiraram os poluentes por duas, quatro ou seis horas por dia, durante três meses.

Enquanto que um quarto grupo de ratos respirou ar puro não poluído pelo mesmo período.

Conclui-se que os bichos no grupo das quatro e das seis horas sofreram “uma redução significante” na função erétil, comparativamente aos roedores expostos a ar puro ou a duas horas de poluição diárias.

O professor catedrático Shankun Zhao, da Universidade de Guangzhou, na China, disse: “Pela primeira vez este estudo revelou os efeitos prejudiciais dos fumos de escape nas ereções”.

“Os nossos resultados geram preocupações acerca do papel potencial da exposição a longo prazo aos agentes poluentes de veículos no desenvolvimento da disfunção erétil”.

Estudos anteriores já haviam estabelecido uma associação direta entre a poluição e o aumento de incidência de doenças cardíacas, cancro e demência.

A pesquisa inédita foi publicada no periódico científico Journal of Sexual Medicine.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório