Meteorologia

  • 20 MAIO 2018
Tempo
24º
MIN 23º MÁX 25º

Edição

Exportações do têxtil e vestuário português atingem recorde em 2017

As exportações portuguesas de têxtil e vestuário atingiram em 2017 um "recorde absoluto", aumentando 4% face ao ano anterior e somado 5.237 milhões de euros, divulgou hoje a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP).

Exportações do têxtil e vestuário português atingem recorde em 2017
Notícias ao Minuto

13:37 - 09/02/18 por Lusa

Economia ATP

Em comunicado, a ATP destaca que as exportações de matérias têxteis "estiveram muito mais dinâmicas no último ano", registando um crescimento de 10%, enquanto as exportações de vestuário aumentaram 3% e as de têxteis para o lar subiram 1%.

Espanha continuou em 2017 a liderar o 'ranking' dos principais destinos do setor, com uma quota de 34% mas, pela primeira vez nos últimos anos, registou uma queda de 0,6%, ou seja, menos 10 milhões de euros face a 2016, para um total de 1.772 milhões de euros.

No 'ranking' dos principais cinco destinos da indústria têxtil e vestuário portuguesa destaca-se ainda a quebra das exportações para o Reino Unido, que recuaram 1,7% (menos sete milhões de euros), para 418 milhões de euros, "provavelmente já efeitos do 'Brexit' (saída do Reino Unido da União Europeia).

O destino que registou maior queda foi, contudo, a Tunísia, para onde o setor vendeu 36,8 milhões de euros, ou seja, menos 10 milhões de euros do que em 2016 (descida de 22%).

Já os EUA, mesmo sem o Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTIP, do inglês 'Transatlantic Trade and Investment Partnership'), foram o destino que mais cresceu, com um aumento absoluto de cerca de 54 milhões de euros, correspondente a um crescimento de 20,3%, que lhes confere uma quota de 6% (equivalente a 318 milhões de euros) nas exportações do setor.

O mercado francês surge como segundo principal destino das vendas da indústria têxtil e vestuário portuguesa, com 12% do total e um aumento de 6% (mais 37 milhões de euros, para 654 milhões de euros), seguido pela Alemanha (mais 17 milhões de euros, ou 4%, para 453 milhões de euros), Reino Unido, EUA, Itália (acréscimo de 25 milhões de euros, ou 11,4%, para 246 milhões de euros) e Holanda (mais 20 milhões de euros, ou 11,2%, para 201 milhões de euros).

As exportações para Angola, 13.º principal destino, aumentaram 47% (ou seja, mais 15 milhões de euros).

Em 2017 o saldo da balança comercial do setor têxtil e vestuário português foi de 1.098 milhões de euros, com uma taxa de cobertura de 127%.

Apesar dos "oito anos consecutivos de crescimento, no final dos quais se alcançou um novo recorde das exportações", a ATP garante que indústria têxtil e vestuário portuguesa "não descura as dificuldades e ameaças que o futuro lhe coloca" e não confunde "a dinâmica de crescimento do passado com complacência face ao que está obrigada a fazer nos próximos anos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.