Meteorologia

  • 17 AGOSTO 2018
Tempo
25º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

SITAVA surpreendido e preocupado com saída de Fernando Pinto

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA) mostrou-se hoje surpreendido com a altura da saída de Fernando Pinto da presidência executiva da TAP, vendo esta mudança como uma "preocupação acrescida" sobre o futuro da transportadora aérea.

SITAVA surpreendido e preocupado com saída de Fernando Pinto
Notícias ao Minuto

18:09 - 11/01/18 por Lusa

Economia Sindicato

Fernando Pinto anunciou hoje deixar a presidência executiva da TAP numa carta dirigida aos funcionários da companhia aérea portuguesa, na qual informa sobre o seu sucessor, Antonoaldo Neves.

Contactado pela Lusa, o dirigente do SITAVA Paulo Duarte disse que "as coisas já se conjeturavam para que ele [Fernando Pinto] fosse substituído".

"Pensávamos é que era aquando da apresentação das contas. Foi com alguma surpresa que soubemos da notícia agora", acrescentou.

Paulo Duarte ressalvou que, ainda assim, "mais importante do que as pessoas são as políticas e o os objetivos que elas trazem", aludindo ao novo presidente, Antonoaldo Neves.

"Estamos a ter demasiadas alterações na TAP e não vemos o acionista maioritário, o Estado, com nenhuma intervenção. Mais uma mudança é uma preocupação acrescida", salientou o responsável.

O dirigente do SITAVA notou ainda que o atual executivo "tinha alguma simpatia" por Fernando Pinto, razão pela qual disse "estranhar como é que o deixam cair assim".

"Perguntamos o porquê de o Estado ter ficado com 50% [da companhia] se não intervém", adiantou.

A Lusa contactou também o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil (SPAC), que disse não ter "qualquer comentário" a fazer.

Tentou ainda contactar o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), mas não foi possível obter uma reação até ao momento.

Na carta aos trabalhadores, Fernando Pinto indica estar "absolutamente seguro de que, com a liderança de Antonoaldo, a TAP continuará neste incrível processo de crescimento".

"Assim, o meu sentimento hoje é de absoluta realização profissional e pessoal. De missão cumprida. A empresa está no bom caminho e sinto-me plenamente realizado", refere a missiva.

Na carta iniciada com a expressão "caros colegas", Fernando Pinto diz que é com "grande orgulho" que comunica a sua saída "em breve" da direção executiva da TAP, onde esteve 17 anos e permanecerá como assessor "nos próximos dois anos".

No texto de 15 parágrafos, o ainda responsável da TAP multiplica elogios aos trabalhadores da empresa, que é "três vezes maior" do que à sua chegada e que "cresceu muito também nestes dois anos de privatização".

"O nosso caminho é crescer. E irei acompanhar esse crescimento de perto, uma vez que continuarei ligado à companhia nos próximos dois anos enquanto assessor da TAP. Não é assim, nem jamais será, um adeus", lê-se ainda na carta.

O consórcio Atlantic Gateway, de Humberto Pedrosa e David Neeleman, detém 45% do Grupo TAP (TAP SGPS), a Parpública 50% e os trabalhadores os restantes 5%, segundo a informação disponível na sua página na internet.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.