Meteorologia

  • 18 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 1º MÁX 5º

Edição

Taxa de juro dos crédito à habitação cai, mas prestações ficam iguais

Os dados divulgados esta manhã pelo Instituto Nacional de Estatística mostram que a tendência de queda nos custos de financiamento mantém-se.

Taxa de juro dos crédito à habitação cai, mas prestações ficam iguais
Notícias ao Minuto

11:30 - 20/10/17 por Bruno Mourão

Economia INE

A taxa de juro implícita no conjunto dos créditos para compra de casa em Portugal voltou às quedas em setembro, confirmando o regresso da tendência de alívio após uma ligeira subida em julho. 

"A taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação fixou-se nos 1,009% em setembro, valor inferior em 0,5 pontos base ao observado em agosto (1,014%)", revela o Instituto Nacional de Estatística num boletim estatístico divulgado esta sexta-feira. 

Mesmo com as taxas a caírem, a prestação média paga pelos portugueses manteve-se inalterada nos 239 euros por mês. 

Olhando para os contratos celebrados nos últimos três meses, "a taxa de juro para este mesmo destino de financiamento passou de 1,687% em agosto para 1,668% no mês seguinte" e "o valor médio da prestação fixou-se nos 323 euros em setembro (316 euros no mês precedente)". 

No valor devido também há boas notícias: "O capital médio em dívida em setembro, para a totalidade dos contratos, diminuiu 39 euros face ao mês anterior, para 51 521 euros". 

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório