Meteorologia

  • 19 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Número de edifícios licenciados interrompe queda dos últimos anos

O número de edifícios licenciados em Portugal aumentou 10,9% em 2016, contra a queda de 3,7% observada em 2015, "alterando a tendência de decréscimo dos últimos anos", segundo dados hoje divulgados pelo INE.

Número de edifícios licenciados interrompe queda dos últimos anos
Notícias ao Minuto

14:11 - 17/07/17 por Lusa

Economia INE

De acordo com as Estatísticas de Construção e Habitação hoje publicadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no ano passado foram licenciados 16.738 edifícios.

Os edifícios licenciados para construção nova continuaram a ser predominantes em 2016, representando 64,3% do total de edifícios licenciados, verificando-se um ligeiro aumento face a 2015 em que este tipo de obra representava 63,8% do total, refere.

As obras para reabilitação de edifícios (alteração, ampliação e reconstrução de edifícios), por sua vez, apresentaram em 2016 um peso de 27,6%, inferior ao ano anterior (28,4%).

Já as obras de demolição representaram 8,1% das obras licenciadas em 2016 (7,8% em 2015), acrescenta.

O número de fogos licenciados registou um acréscimo de 37,4% (12,4% em 2015), correspondendo a um total de 17.944 fogos.

Foram assim concluídos 10.661 edifícios, correspondendo a um decréscimo de 3,2% (-13,8% em 2015).

Já o número de fogos concluídos no país em 2016 (cerca de 9,8 mil fogos) registou um acréscimo de 9,4% (contra a queda de 17,2% observada em 2015).

Em 2016, as vendas de alojamentos familiares ultrapassaram os 14,8 mil milhões de euros, correspondendo a um acréscimo de 18,7% (30,8% em 2015).

As vendas de novos alojamentos totalizaram 3,4 mil milhões de euros, tendo diminuído 3,9% (contra uma subida de 7,2% em 2015) e as de alojamentos existentes corresponderam a 11,4 mil milhões de euros, tendo aumentado 27,6% (43,1% em 2015).

O Índice de Preços da Habitação apresentou um aumento anual dos preços de 7,1% (mais quatro pontos percentuais por comparação com 2015), tendo sido o terceiro ano consecutivo em que se observou um acréscimo nos preços, mais intenso no caso dos alojamentos existentes (8,7%) face aos alojamentos novos (3,3%).

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório