Rolls-Royce vai cortar 800 postos de trabalho no próximo ano

A construtora automóvel Rolls-Royce, que também fabrica motores para a marinha e aviação, anunciou hoje que vai cortar 800 postos de trabalho no próximo ano na sua área naval, no âmbito de um plano de controlo de gastos.

© Reuters
Economia Setor naval

O setor naval emprega 4.800 pessoas em todo mundo, das quais 400 estão no Reino Unido, a maior parte com sede em Bristol, oeste de Inglaterra.

PUB

A Rolls-Royce adiantou que esta medida tem como objetivo uma redução de custos entre 45 e 50 milhões de libras (entre 49,5 e 55 milhões de euros, à taxa de câmbio atual) por ano.

Esta medida é conhecida depois de a empresa ter suprimido postos de trabalho na área marítima em 2015, quando contava com 6.000 pessoas.

Um porta-voz da empresa sublinhou que o setor naval não será afetado por estes cortes, embora tenha admitido rescisões voluntárias.

"A contínua debilidade do mercado que se seguiu à forte queda dos preços do petróleo continuam a ter um impacto adverso na nossa carteira de pedidos e rentabilidade", afirmou hoje o presidente do setor de negócios da Rolls-Royce, Mikael Makinen.

Além de fabricar motores, a empresa fornece serviços relativos à segurança das plataformas petrolíferas no mar.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS