Wall Street fecha em alta graças à banca e energia

A bolsa nova-iorquina encerrou hoje em alta ligeira, alicerçada nos desempenhos dos setores bancário e da energia, no seguimento da divulgação dos bons resultados de empresas e da subida do preço do petróleo.

© DR
Economia Bolsa

Os resultados definitivos da sessão indicam que o Dow Jones Industrial Average valorizou 0,22% (40,68 pontos), para as 18.202,62 unidades, e o Nasdaq 0,05% (2,58), para as 5.246,41. O índice alargado S&P 500 progrediu 0,22% (4,69), para os 2.144,29 pontos.

PUB

Das várias empresas de relevo cotadas que divulgaram hoje os seus resultados trimestrais, o Morgan Stanley divulgou um forte crescimento dos lucros, o que lhe permitiu valorizar a cotação em 1,89%.

"Quase todos os resultados na finança foram melhores (que o esperado) e, mesmo que tenha demorado alguns dias, o setor no seu conjunto começa a reagir positivamente", indicou Michael James, da Wedbush Securities.

Outra boa surpresa para os investidores veio do grupo de serviços petrolíferos Halliburton, que regressou aos lucros no terceiro trimestre, graças à retoma da atividade na América do Norte, e fechou a sessão a ganhar 4,25%.

"A combinação dos bons números da Halliburton e de um preço do petróleo que atingiu o seu máximo em 15 meses ajudou tudo o que está ligado à energia", reforçou Michael James.

O petróleo atingiu em Nova Iorque um nível recorde desde julho de 2015, sustentado na esperança de uma reabsorção duradoura do excesso de 'ouro negro', depois de conhecida uma descida inesperada das reservas dos EUA.

Uma nota dissonante veio do gigante informático norte-americano Intel, que perdeu 5,93%, que pesou sobre o setor tecnológico, ao apresentar previsões mais prudentes do que esperado.

No total, "os investidores esperam que os resultados de empresas sejam melhores do que previsto para o terceiro trimestre", disse Sam Stovall, da CFRA.

Antes do início da época dos resultados, o consenso dos analistas apontava para um recuo ligeiro dos lucros das empresas do índice S&P 500, em relação ao mesmo período do ano anterior, mas as primeiras publicações têm estado geralmente acima das expectativas.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS