Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2019
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Credores do Banque Privée têm até 6 de novembro para reclamar dívidas

LOs credores da Sucursal em Portugal do Banque Privée Espírito Santo têm até 06 de novembro para reclamar os créditos, no âmbito do processo de liquidação da instituição, de acordo com a decisão do tribunal que está com o caso.

Credores do Banque Privée têm até 6 de novembro para reclamar dívidas
Notícias ao Minuto

15:56 - 20/10/15 por Lusa

Economia BES

Esta informação foi divulgada através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), sendo dito que "quem pretender efetuar uma reclamação de créditos no âmbito do processo de liquidação em apreço deverá apresentar ou remeter ao administrador da insolvência nomeado um requerimento, acompanhado dos documentos probatórios de que disponham".

As reclamações podem ser feitas por via postal ou por correio eletrónico.

Em setembro, o Banco de Portugal revogou a autorização para operar da sucursal em Portugal do Banque Privée, instituição que pertencia ao Grupo espírito Santo com sede na Suíça. Essa revogação implicou a diluição e liquidação da instituição em Portugal.

A revogação de autorização aconteceu cerca um ano depois de a sucursal em Portugal já ter sido objeto de um conjunto de medidas corretivas, como proibição da concessão de novo crédito, de aplicação de fundos e de receção de depósitos.

Segundo a informação que consta na CMVM, os "depósitos detidos por clientes da sucursal foram já integralmente reembolsados" e mesmo a restante atividade está em níveis residuais, caso do crédito a clientes que caiu "cerca de 60%" desde setembro de 2014.

O Banque Privée Espírito Santo integrava o Grupo Espírito Santo (GES), que entrou em colapso no verão de 2014, com várias 'holdings' a avançarem com pedidos de insolvência devido à impossibilidade de respeitarem o reembolso de emissões de dívida colocadas no mercado, num processo que afetou também o Banco Espírito Santo (BES).

O BES, tal como era conhecido, acabou a 03 de agosto de 2014, quatro dias depois de apresentar um prejuízo semestral histórico de 3,6 mil milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório