Meteorologia

  • 14 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

Corticeira Amorim cria novo negócio para concentrar operações "não rolha"

A Corticeira Amorim vai concentrar numa nova unidade de negócios -- designada Amorim Cork Solutions e presidida por João Pedro Azevedo - as atividades da Amorim Cork Flooring, Amorim Cork Composites e Amorim Cork Insulation, foi hoje anunciado.

Corticeira Amorim cria novo negócio para concentrar operações "não rolha"
Notícias ao Minuto

10:49 - 20/06/24 por Lusa

Economia Corticeira Amorim

"Esta nova UN [unidade de negócio] potenciará o crescimento sustentável da Corticeira Amorim e as sinergias obtidas conduzirão a uma organização mais eficiente das operações 'não rolha', o que levará, a médio prazo, a um melhor desempenho, contribuindo para a diversificação do seu portefólio de aplicações", lê-se num comunicado enviado à Comissão do Mercado e Valores Mobiliários (CMVM), no âmbito do Capital Markets Day que a empresa realiza hoje.

O atual presidente executivo (CEO) da Amorim Cork Composites, João Pedro Azevedo, acumulará as funções de CEO da Amorim Cork Flooring e será o CEO da Amorim Cork Solutions a partir de janeiro de 2025.

Segundo a corticeira, esta reorganização será operacionalizada "nos próximos meses" e acontece na sequência da reestruturação iniciada em maio na Amorim Cork Flooring, a sua unidade de pavimentos, que "nos últimos anos tem apresentado um desempenho negativo", penalizada pelo "exigente contexto económico" e pela "intensificação da concorrência têm impactado o mercado de pavimentos na Europa".

Conforme explica, a reestruturação desta unidade de negócio "implicou o ajustamento da sua estrutura produtiva e de suporte à dimensão atual das vendas, de forma a reduzir as perdas operacionais e aumentar a eficiência pela otimização industrial".

O processo inclui ainda "medidas de otimização comercial e consequente alteração do modelo de distribuição, que prevê o encerramento ou otimização das empresas de distribuição próprias no exterior", assim como "sinergias industriais, comerciais e de suporte entre a Amorim Cork Flooring e outras UN".

Durante esta reestruturação, a Corticeira Amorim diz ter concluído que, na oferta de aplicações para diferentes setores nos negócios "não rolha", "a partilha de meios e recursos, bem como a exploração da capacidade produtiva instalada e das tecnologias, trarão maior eficiência e eficácia às operações".

No âmbito do Capital Markets Day que hoje decorre na Herdade de Rio Frio -- o primeiro organizado pela empresa -- a Corticeira Amorim dará a conhecer, 'in loco', a investidores e analistas portugueses e estrangeiros o seu Projeto de Intervenção Florestal, incluindo os investimentos já realizados nesta propriedade florestal.

O objetivo do projeto é aumentar o número de sobreiros/hectare, otimizar a produção de cortiça e potenciar os níveis de biodiversidade nesta propriedade de 5.100 hectares.

Uma vez que a iniciativa coincide com o período da tiradia de cortiça, os participantes terão oportunidade de assistir ao processo de extração, considerada "uma das atividades florestais de mais elevado 'know-how'".

O Capital Markets Day termina com uma visita aos principais 'sites' industriais da Corticeira Amorim, com destaque para as novas tecnologias desenvolvidas na Amorim Cork (Naturity e Xpür) e Amorim Cork Composites e as novas fábricas da Amorim Top Series.

Leia Também: Morreu António Ferreira de Amorim, pai do presidente da Corticeira

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório